Games são formas de arte? Sempre tem essa discussão, onde quem está mais antenado na área, diz que sim. Os games são uma forma de arte, e recentemente, com a era da internet, dos fóruns de discussão e dos blogs, a produção artística dos games explodiu. Sempre quando surgem informações de muitos games, as produtoras liberam imagens conceituais dos seus jogos, esboços, etc. Muitos nem ligam, mas para quem gosta disso, é um prato cheio, para ver as inspirações dos artistas, comparar as imagens conceituais com as imagens ingame, e outros.

Publicidade

Uma das ferramentas essenciais que facilita a área são os tablets, ou, para quem não conhece o termo, são aquelas mesas digitalizadoras. Elas são formadas por um aparelho retangular e vem com uma caneta e algumas vezes com um mouse, onde o usuário troca o movimento do mouse pelo movimento da caneta. Obviamente eu não usaria uma caneta de um tablet como um mouse, mas para desenhar, a situação muda completamente de figura. Desenhar usando o mouse comum é muito difícil e a possibilidade de ter tendinite aumenta consideravelmente. Se alguém quer se especializar em desenho e quer passar para o meio digital (o outro meio é o tradicional, com papel, lápis, etc) tem que adquirir um tablet.

Mas como adquirir um? Bom, temos um texto do Continue bem interessante sobre isso. Também é recomendadíssimo ler os comentários, onde alguns usuários postam suas análises de determinado equipamento, além de dicas úteis para quem vai se aventurar nessa área.

O mais impressionante são as diferenças entre os tablets. Existem dois deles: os normais, mais baratos, onde você tem que desenhar olhando para o monitor, e o Cintiq. Bom, vou mostrar o vídeo pra você ver o nível de um Wacom Cintiq:

Sem sacanagem, depois que vi isso eu simplesmente não acreditei! Quem estuda desenho, se acostuma com o papel, olhando para o desenho. A gente acaba acostumando com isso e mesmo eu sendo iniciante (bom, já estou há 8 meses na aula 😀 ), já consigo desenhar objetos mais simples, alguns rostos, e outros. Demora um pouco, mas sai!

O que mais quero é testar um tablet antes de comprar. Então eu teria de começar por baixo, com uma Genius da vida. Uma Wacon, apesar de todo mundo recomendar para aquisições, é um pouco cara: 1050 reais no Submarino uma nova (e pequena!) e as Genius custam praticamente a metade do preço. Aqui em Varginha encontrei a maior por 430 reais.

Já as Cintiq nem se fala: no Mercado Livre a mais barata custa quase 5 mil reais! Essas são para quem vai usar o desenho como profissão e não como hobby. Depois que vi os vídeos, eu tenho quase certeza que o artista do primeiro vídeo do Prince of Persia – Prodigy usou uma Cintiq: fazer aquele desenho com uma quantidade minúscula de tempo (20 minutos!!!) o cara teve de olhar na tela, já que acaba facilitando (afinal, você vê a tua mão!).

Por fim, o meu texto não é para indicar qual é a melhor marca, e sim para explanar um pouco sobre o assunto. Uma opinião de quem quer mexer com gamedev, mas na parte artística. Não é de hoje que as áreas que mais me interessam são game design e modelagem 3D e saber desenhar pode ser útil nestas áreas. Com certeza vou adquirir um tablet (aliás, esta semana, se tudo der certo vou arrumar um emprestado e ver como é usar um!), mas é bom o usuário pesquisar bem e testar um antes, para ver como é antes de investir o seu dinheiro em um. Às vezes ele vê que não era aquilo que ele pensava e acaba vendo que não foi um bom investimento adquirir algo que em pouco tempo vai ficar jogado num canto. Se ele ver que é aquilo mesmo que ele quer, aí ele não vai se arrepender da compra.