Destiny 2 - Osiris Cinematic Screenshot Topo


E temos a maior bola fora da Bungie neste segundo semestre, com uma discussão similar ao da treta de Star Wars: Battlefront 2 e suas micro-transações, que vieram como uma avalanche pra cima da Electronic Arts. Segundo relatos de jogadores nas redes sociais e fóruns, e matérias em sites como a PC Gamer, com o lançamento da expansão “A Maldição de Osiris” diversos conteúdos de end-game de Destiny 2 agora precisam da expansão, desde os assaltos heróicos (que rendem equipamentos de qualidade 280), o Desafio dos Nove, a dificuldade Prestígio do Anoitecer e das raides, pois agora elas precisam de ter o ilevel 330.

Ou seja: apenas com a expansão habilitada será possível adquirir equipamentos com esse nível de poder, e por isso está impossível de pegar o troféu/conquista de Prestígio e do Emissário do Além. No momento, sem a expansão é impossível de platinar o jogo no PS4/miletar no Xbox One.

Destiny 2 - Desafio dos Nove com Expansão



Destiny 2 - Anoitecer Prestígio com Expansão

Tudo bem que eu acho interessante as expansões como conteúdo extra e bacana de história, novos mapas do Crisol e etc, mas estamos vendo a história se repetir com a série. Não é a primeira vez que a Bungie insere barreiras de conteúdo para quem não continua acompanhando os conteúdos pagos do jogo, e  provavelmente não será a última. A mesma lógica de MMOs pagos como o World of Warcraft, mas no caso da Blizzard tem todo um conteúdo novo para os consumidores de cada expansão, e os conteúdos antigos ficam liberados para quem tem o jogo-base.

Em uma atualização na postagem da semana do site oficial, a Bungie comentou sobre o problema dos troféus e eles estão comprometidos a encontrar uma solução, mas não deram uma data para a resolução do problema:

Nós estamos cientes de que há alguns troféus e conquistas em Destiny 2 que tornaram-se indisponíveis a jogadores que não compraram Maldição de Osíris. Estamos comprometidos em consertar o problema, e estamos atualmente investigando uma solução. Fiquem atentos para mais novidades sobre esse tópico à medida que tivermos progresso.

A meu ver, a única solução pra isso é ter 2 opções de cada evento: um pra quem tem o DLC, e apenas com matchmaking de quem tem o DLC, e uma sem o pacote, também nivelando pra quem não tem, e assim evitar qualquer disparidade de equipamentos que sejam mais overpower (a exemplo do que aconteceu hoje com a Lente de Prometeu, o canhão de laser overpower que tava sendo vendido no Xur e que será nerfado em breve). Mas não lembro se o Desafio dos Nove tinha vantagens de nível/poder/luz, mas caso não tenha, no caso o jogador pode encontrar adversários que tenham o pacote, mas a recompensa terá de ser nivelada até o cap, que é de 305/310 para quem não comprou a expansão.

Tempos atrás a Bungie celebrava que os jogadores poderiam conseguir amigos e sempre retornar ao jogo para atividades diversas, e isso ocorreu bastante na comunidade no primeiro jogo, mas talvez o maior problema do Destiny 2 é que muitos jogadores cansaram rapidamente nos primeiros meses. Um Crisol com apenas 4 pessoas e desencorajador, não ter tido incentivos para fazer certas atividades como os assaltos heróicos (que só vieram agora com a expansão, e apenas acessíveis pra quem abrir o bolso pro DLC)…por mais que o jogo tem uma quantidade imensa de conteúdo extra, quem completava quase tudo partia pra outros jogos, e com tanta opção disponível neste final de ano, era fácil deixar o jogo de lado por algum tempo.

Vamos ver como é que vai ser no futuro, mas é aquele negócio: quem ainda é fiel ao jogo vai acabar comprando os pacotes extras pra sempre acessar os novos conteúdos e ter o que jogar por algum tempo, mas quem não tem acaba ficando pra trás e vai acabar tendo de comprar os pacotes também, sob o risco de ficar de fora dos círculos de amizade. Mas com a crise atual aqui no Brasil, gastar R$ 62 reais, ou mesmo R$ 120 no passe de temporada, acaba ficando salgado demais. O jeito será esperar uma promoção e pegar a versão completa do jogo com todos os DLCs, garantindo pelo menos o jogo inteiro até lá pra setembro de 2018. Pois a gente sempre pode esperar a Bungie lançando ainda mais expansões ao jogo, a exemplo do que ocorreu com o Rei dos Possuídos no primeiro Destiny.

Destiny 2 está disponível para PC, PS4 e Xbox One. Para saber mais sobre o jogo, leia a nossa análise.