Então você decidiu transformar o cosplay em hobby e quer começar a fazer (ou comprar) as roupas para as caracterizações de personagens. E, claro, focar também nas redes sociais, como Instagram, Facebook e Twitter. Apesar de não ser um cosplayer (digamos que eu gosto do hobby e tento sempre ajudar com divulgação, mas ando pensando em fazer coisas simples nos próximos meses) decidi comentar aqui algumas dicas que podem ser úteis.

Lembrando que você pode comentar outras informações nos comentários do post!

Perfis de divulgação

Uma boa estratégia é de você taguear perfis grandes de divulgação, como o Share My Cosplay e Stars of Cosplay. Alguns chegam a marcam diversos perfis nas fotos e até conseguem uma divulgação, que ajuda a ganhar mais seguidores nas redes sociais.

Só que você tem de escolher bem a foto, e quando você fizer a postagem, fazer em inglês. Sim, é ideal, pois ajuda pra pessoa avaliar o post e muitas vezes o conteúdo da postagem é copiado pro novo post.

Ah, mas os perfis me ignoram. Existem n possibilidades, e a mais provável é que esses perfis recebem tantos pedidos que é quase impossível o dono da página ter tempo pra divulgar todos.

Por exemplo: na seção de menções do Stars of Cosplay (que tem 219 mil seguidores), decidi sair contando a quantidade de fotos de outros cosplayers: no sábado passado (11 de maio) foram cerca 30 fotos postadas por outros cosplayers num intervalo de 3 horas (entre 6 e 9h da manhã), e na manhã de quinta-feira (16/05) fora pelo menos mais 20. Fico imaginando a quantidade de marcações que eles recebem diariamente, e em dias mais cheios, é muito difícil o dono da página escolher, pois pode passar de centenas. No meu caso, como normalmente escolho direto e, algumas vezes com alguma aleatoriedade (a quantidade de pessoas que pediram pra gente divulgar até que é baixa) é mais fácil, mas a comunidade é muito ativa e atender todos é bem difícil.

O que normalmente os perfis estão fazendo é dividir pra conquistar, e separar por países ou por temas (como o Cosplay Armor World), mas os perfis terão bem menos seguidores.

E por serem perfis de gente que gosta disso como hobby e faz no tempo livre, considero ser difícil capitalizar isso pra pessoa ficar totalmente full-time (pois aí envolveria crowfunding, e isso pode se tornar um problema e a comunidade não receber isso de forma amigável). Às vezes terá muitos poucos posts por dia nesses perfis e o cosplayer pode acabar ficando frustrado.

Além disso, também é interessante agradecer o outro perfil. Pode parecer óbvio, mas se você agradecer e a pessoa curtir, isso pode te dar mais chances de novas divulgações no futuro. Eu já vi cosplayers não fazerem nada, e isso pode desencorajar o perfil de divulgação, e nem divulgar novas fotos no futuro.

Agora, se você quiser ter mais controle e tem alguma desenvoltura com inglês, você pode tentar partir para uma das maiores comunidades do planeta: o Reddit. Mas com algumas ressalvas.

O Reddit (nas seções de cosplays e Cosplay Girls)

Aqui temos 2 seções: uma de cosplays no geral, e outra de Cosplay Girls, que tem uma enorme quantidade de assinantes. Se você tiver alguma sorte e a galera curtir, você pode ser destaque na primeira página e mais gente acessar a foto.

Só que tem um problema: recentemente andei percebendo mudanças nas “guidelines” (aka regras) de postagens, e muitos cosplayers acabam não postando nos comentários os links de suas redes sociais. No Cosplay Girls até que em algumas postagens eu vi alguns links de Instagram nos perfis, mas acho que está mais como uma questão de um fã postar lá e te linkar, do que a própria pessoa fazer uma auto-divulgação (o que talvez entraria na malha fina como “spam” ?).

Mas você pode tentar colocar seu nome no título, e se o leitor interessar, tentar te procurar nas redes sociais.

O problema dessa estratégia é se você tiver alguma rede social ou site pessoal/portfólio, o Google pode ranquear melhor o Reddit e acabar ficando “na frente” na busca (e sim, os moderadores do Reddit não gostam de tentar usar o portal pra ajudar motores de busca…).

É aquele negócio: você estará sujeito as regras do portal (que podem ser alteradas a qualquer momento pra futuras postagens) e dos moderadores, pois acredito que eles endureceram certas regras justamente por conta da questão de muitos partirem pro Patreon/paywall. Mas tem muitos cosplayers que mantêm sub-reddits, que teria uma liberdade maior pra divulgar as fotos, e você pode tentar deixar os nicks das redes sociais no seu perfil interno do Reddit, e a pessoa interessar e procurar no Instagram. Ou focar mais no Instagram/Facebook mesmo.

O Senhor das Estrelas, de Guardiões da Galáxia!

Já no grupo Cosplay Brasil as pessoas tem mais liberdade de divulgarem os seus perfis e posts de páginas do Facebook (pelo menos até onde eu vejo das postagens recentes), mas há a questão da demora em aprovar os posts, e isso pode não acontecer na hora, por conta da moderação ter pouco tempo livre.

O Reddit, nas seções específicas de animes/games

Agora outra estratégia de divulgação no Reddit é de usar sessões específicas de algum anime/game (por exemplo). Com regras mais brandas dependendo da seção no Reddit, nunca haverá problemas da pessoa divulgar as próprias redes sociais nos comentários.

O Share for Share (SFS)

Hoje em dia vejo que a comunidade de cosplayers sempre tenta se ajudar na questão de um divulgar o outro, e uma maneira que muitos fazem é pelo Instagram Stories. Recentemente viralizou algo como “desafie 5 cosplayers a postarem as fotos com mais curtidas”, usando a mesma metodologia do “Share for Share”.

Como o nome diz, é você pegar uma foto de outros cosplayer e postar no seu Stories, tagueando a pessoa. Normalmente o cosplayer que ganhou a menção acabe agradecendo depois, e assim o leitor daquela pessoa pode ter interesse de acessar o seu perfil e curtir as fotos ou te seguir também.

Ou você pode fazer sem ser um “SFS”, e apenas comentar uma foto nova de outra pessoa, o que acaba sendo mais orgânico.

Exemplo de Share for Share quando não é Share for Share

A questão da profissionalização (Patreon/etc)

Vejo muita gente comentar que “trabalhe com o que você goste e seja feliz pro resto da vida”, mas na hora que isso acontece, existe uma carga enorme de problemas que você não tinha antes, desde aumento de ansiedade, você vai trabalhar mais do que se você estaria num emprego chato e com hora de ir embora, a instabilidade financeira dos apoiadores, ou mesmo a opinião pública, de você lidar também com haters, comentários maldosos nos perfis, etc.

A questão da profissionalização vem com algo que chamo de “prestar contas pra comunidade”, no caso de você usar um Patreon/Padrim/Apoia.se. A partir do momento que você tem apoiadores que vão usar parte de seu dinheiro pra te ajudar, você terá de ter algo pra justificar isso. Fotos exclusivas, prints com autógrafos que você terá de enviar pelo correio (e aí você terá de analisar também os custos), ou talvez diversificar e ter, por exemplo, tutoriais exclusivos na confecção das roupas.

Você terá de separar um tempo pra isso, e se você tiver passando por um problema pessoal que pode consumir o seu tempo (ou estar num último ano de faculdade/escola, por ex), isso pode se tornar um problema, e de você ter de pausar isso, e a pessoa parar de pagar.

Então é necessário planejamento, e planejamento mensal. Normalmente muitos fazem 1 único ensaio temático e o cosplayer consegue se programar com postagens sobre isso, desde a concepção, testes, geração de conteúdo, fotos postadas aos poucos, etc.

Mas se você quiser pode tentar também partir pro Youtube, mas é algo que vai demorar pra ter retorno, por conta do algoritmo deles e divulgação. É um trabalho de formiguinha, e você só vai começar a ter retorno bem depois (com mais de 1000 assinantes e 4000 horas de conteúdo assistido, e ainda terá de passar por aprovação do site pra começar a ter retorno com o Adsense, e ainda assim será um valor pequeno).

As hashtags do Instagram

Aqui é um assunto que alguns podem não curtir, mas eu considero interessante comentar, onde você usa o hype de um assunto da moda a seu favor. Se você tem algum cosplay de um personagem que voltou a ser assunto da mídia ou no burburinho das pessoas, ou de algum game/anime/filme/série, você pode comentar sobre isso, usar as hashtags e dependendo da sorte, você ganhar mais seguidores.

Por exemplo: Game of Thrones, animes como Attack on Titan, filmes da Marvel e da DC Comics, a nova adaptação live-action de Aladdin que chegará aos cinemas na próxima semana ou o novo filme do Homem-Aranha em julho.

Você pode comentar sobre um novo lançamento, ou mesmo ter mantido o cosplay e tirar ele do armário e tirar novas fotos (mesmo sem precisar de um ensaio bem elaborado). Ou tentar até mesmo um mashup ou uma foto diferente nas redes sociais.

Ou mesmo usar um cosplay mais como uma postagem descompromissada e bem-humorada. No Game of Thrones vi alguns cosplayers comentarem os episódios com fotos antigas (e assim gerar interação com o seu público), ou mesmo se caracterizar antes de um episódio e reunir com mais gente pra assistir junto. Isso também vale pra animes e filmes, divulgando nas redes sociais e no Stories, e assim engajar o seu público.