A série Battlefield é uma das mais populares dos jogadores e seus jogos sempre concorrem com a franquia Call of Duty por conta dos lançamentos próximos. Com visuais impressionantes por conta da engine Frostbite e dos multiplayers robustos, com diversos sistemas de veículos e mapas enormes, os jogadores estavam ansiosos pelo Battlefield V. Ainda mais pelo jogo oferecer uma uma campanha de 1 jogador, algo que a franquia Call of Duty não ofereceu em 2018.

Só que o jogo acabou tendo problemas com relação a quantidade de conteúdos iniciais no lançamento e só depois que a EA foi adicionando mais conteúdos no decorrer das semanas seguintes, com eventos, modos de jogo e um capítulo adicional de single-player.

Ficha Técnica – Battlefield V

ProduçãoElectronic Arts
DesenvolvimentoDICE
Lançamento20/11/2018
PlataformasPS4, Xbox One, PC
Classificação16 anos
GêneroTiro/FPS
DescriçãoNovo game online da EA, retornando à Segunda Guerra Mundial. O jogo tem campanha de 1 jogador dividido em capítulos independentes e diversos modos de multijogador.
OnlineSim
IdiomasPortuguês (legendas, menus, descrições de itens e dublagem no multiplayer
Configurações do PCGPU: GeForce GTX 1080
CPU: Intel(R) Core(TM) i7-4770K CPU @ 3.50GHz
Memória: 8 GB RAM (7.91 GB RAM utilizável)
Resolução atual: 1920 x 1080, 60Hz
ProgressãoCampanha jogada em todos os capítulos da História de Guerra (mas não completados em sua totalidade) e algumas partidas de multiplayer.
Aquisição/Versão TestadaPC, com código cedido gentilmente pela Electronic Arts
Battlefield V - Tanques de Guerra

Análise de Battlefield V

Battlefield V retorna à segunda guerra mundial com novos capítulos da campanha e o famoso multiplayer, que muitos gostam, mas que não oferece tanto partidas rápidas para aqueles que não tem tanto tempo disponível. Desde o Battlefield 1 a EA oferece jogos com uma altíssima imersão e sensação de estar mesmo numa guerra, e aqui o jogo consegue prover isso muito bem na campanha e no multiplayer. Explosões e visuais realistas, o jogo é um dos mais bonitos dessa geração de consoles e no PC fica ainda melhor. E caso o jogador tenha adquirido as placas de vídeo GeForce RTX, ele conseguirá ter visuais ainda mais impressionantes com o Ray Tracing e o recente DLSS, oferecendo mais poder de processamento.



Da campanha, ela tem altos e baixos e divididas em histórias individuais, com alguns capítulos cada uma. São 4: o soldado francês em um campo de batalha aberto, a moça norueguesa preocupada com o seu país e com sua família, o criminoso inglês que ganha uma chance de redenção ao executar missões furtivas e o comandante alemão que está em um último ataque contra as forças americanas. Este último chegou pouco tempo após o lançamento, como parte dos conteúdos extras que a EA está oferecendo aos jogadores.

Battlefield V - Imagem do jogo rodando no PC - 01

O problema maior que eu vi na campanha é que o jogo tem muito apelo na furtividade e caso isso não seja seguido à risca, a dificuldade aumenta bastante, já que os líderes dos pelotões podem convocar mais soldados pelos alarmes. Então para quem gosta do tiroteio puro e simples não estará bem servido em algumas das missões de história.

Um detalhe curioso é que, como eu jogava fazendo transmissões online no Facebook, não percebia quando o jogo fazia um “salvamento de checkpoint” e isso me gerou um nó enorme na cabeça em uma das fases. Tinha uma missão que eu precisava executar diversas tarefas como destruir suprimentos inimigos e me deslocar de um ponto para outro. Os suprimentos estavam em 2 locais, e aí eu acabava destruindo um deles, falhava pouco depois, e quando tentava novamente cheguei a destruir o outro achando que o primeiro estava inteiro (e aí iria na outra localidade). Aí falhava e depois o jogo me jogava em outro ponto avançado que era a continuação da missão.

Em outro momento da campanha eu precisava defender um ponto e teve ondas de ataques bem específicas: 2 caminhões, aviões, soldados a pé e tanques blindados. Com uma taxa elevada de falhas e frustrações acabava avançando aos trancos e barrancos sem perceber eu tava progredindo, até sobrar os tanques. Quando apareceram 4 a 5 deles eu tive outro nó na cabeça e achava que eu iria recomeçar todo o trecho. Até perceber que eu estava perto do final.

Das campanhas de história de guerra, a melhor pra mim foi a da Noruega com a moça (nas missões Nordlys). Com um design da fase bem interessante e na calada da noite, com missões tanto em locais internos e externos em uma base. Apesar do forte apelo de furtividade foi a missão menos frustrante e com uma história e progressão de fase melhor (talvez pela rota ter sido mais linear).

Só que com essas frustrações, aliado a alguns bugs e travamentos, acabei desanimando de finalizar as 4 campanhas do jogo. Não me senti compelido a continuar elas, ainda mais no PC onde a Origin não tem incentivos como troféus extras (tem até um sistema de conquistas interno, mas esse até ignoro, por ter poucos jogos lá).

Do multiplayer, a EA está se esforçando bastante em oferecer novos conteúdos regularmente. Eventos Semanais com desafios extras, os capítulos dos Cursos da Guerra com recompensas exclusivas por temporada, eles querem que os jogadores tenham interesse em sempre retornar ao jogo. Em março está previsto o Battle Royale, que promete ser bem interessante. Nas partidas que joguei no multiplayer, este eu achei menos frustrante do que no Call of Duty: Black Ops 4, principalmente nos confrontos com uma quantidade maior de jogadores.

Battlefield V - Imagem do jogo rodando no PC - 02
Visual do jogo nos mapas de multiplayer é de cair o queixo.

Com todo o suporte da Electronic Arts, Battlefield V está bem melhor agora do que na época do lançamento com mais conteúdos que foram disponibilizados. Mas é recomendado pegar o jogo em uma promoção bacana, e a campanha pode não ser tão interessante (mas alguns jogadores podem ter gostado). Pelo game estar recebendo promoções regulares nas lojas digitais, é recomendado garimpar por um preço mais convidativo. O FPS continuará recebendo novos conteúdos extras nos próximos meses, deixando o game ainda mais completo, e com o battle royale vindo aí, se tiver recompensas interessantes de progressão, os jogadores também poderão curtir bastante este modo de jogo.