ChallengeBoard - iPad


Hoje fui convidado pelo Rodrigo Flausino a fazer uma análise do jogo brasileiro para iPad chamado ChallengeBoard. Foi um prazer descobrir esse jogo, pois desde que comprei um iPad, vislumbrei um jogo de tabuleiro mas não vinha à mente um tipo que se adaptasse tão bem à tela de toque.

Como o nome sugere, é um jogo de perguntas onde o objetivo é atravessar o tabuleiro de acordo com as suas respostas no tempo determinado, ou chegar primeiro no caso de multiplayer.

ChallengeBoard - iPad



Ao abrir, ele lhe oferece a opção de escolher quantos jogadores participarão da partida, uma explicação da mecânica do jogo e ao lado, três opções de desenho de tabuleiro. Vamos lá.

Uma cor é atribuída ao seu botão que andará pelo tabuleiro e um tipo de post-it é fixado na parte inferior da tela, onde ficarão os power-ups que podem ser usados na partida.

A carta de perguntas contém o tópico, o tempo restante para a resposta, quantas casas ela permite andar caso acerte uma pergunta e um cérebro indicando o nível da pergunta. Tocando no campo de resposta surge um teclado virtual (que não é o oficial, ponto positivo) e a cada letra inserida ele completa os campos, tipo um jogo de forca. A cada letra errada o contador de casas diminui e ao terminar todas as tentativas (quatro), outra carta é apresentada.

É importante se observar também em qual campo do tabuleiro que você irá cair, onde existem três possibilidades. Caindo na estrela você recebe um power-up, na caveira recebe uma punição, e caindo na casa em branco não ganha nada.

Agora, no multiplayer é onde o jogo fica mais bacana. Como o desafio aqui é chegar primeiro, vale sacanear o adversário com power-ups como voltar duas casas, ou usando um power-up a seu favor, como pegar outra carta. A mesma pergunta é apresentada aos jogadores até que um acerte ou que as quatro tentativas se esgotem.

Nesse tipo de jogo as perguntas tem de ser numerosas e bem balanceadas. Notei que algumas se repetiram algumas vezes, claro, mas esperava que não fossem tão frequentes. Acredito que a FisioGames irá atualizar o jogo adicionando mais perguntas.

Os gráficos cumprem o seu papel, não são tão sofisticados, mas afinal é um jogo de tabuleiro.  O que me incomodou um pouco são as animações que poderiam ser um pouco mais rápidas para darem maior dinamismo.

Agora, eu não sei se é a Lei de Murphy, mas todas as vezes que terminei a partida o jogo travou. Acho que tem bug aí, veja lá FisioGames.

O Challenge Board Game diverte no singleplayer mas no multiplayer é um sucesso com os amigos e família. Estou bastante feliz em ver um game de ótima qualidade desenvolvido no Brasil. A FisioGames está de parabéns em nos proporcionar um jogo extremamente agradável e divertido.

O jogo está disponível na AppStore por $2.99 tanto em inglês quanto em português e vale cada centavo. Se você tem um iPad, compre-o imediatamente.







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game





Paganini Mixer