Street Fighter V - Ryu KeyArt


Principal lançamento da Capcom este ano, e considerado por muitos o melhor game em exibição da Brasil Game Show de 2015, Street Fighter V vem com visuais melhorados, novos personagens e novos looks para alguns de seus principais combatentes.

Só que a Capcom decidiu optar por uma estratégia mais arriscada ao lançar o game com menos conteúdo do que deveria, junto com um valor salgado demais na versão para PS4, prejudicando um jogo com bastante potencial em um dos lançamentos mais problemáticos dos últimos meses. Saiba mais em nossa análise da versão para PlayStation 4!

Ficha Técnica
Produção Capcom
Desenvolvimento Capcom
Lançamento 18/02/2016 (Brasil)
Plataformas PlayStation 4, PC
Classificação 12 anos (Brasil)
Gênero Luta
Descrição Primeiro game de luta da série na nova geração de consoles, trazendo novos personagens, visuais melhorados, melhorias na jogabilidade e Survival Mode.
Online Sim.
Música/Compositores Masahiro Aoki, Hideyuki Fukasawa, Keiki Kobayashi, Takatsugu Wakabayashi, Zac Zinger
Idiomas Português (Legendas e Menus)
Aquisição/Versão Testada
Aluguel direto da versão PS4, com 2 locações seguidas (R$ 10)
Progressão Modo de história com diversos personagens, algumas partidas de multiplayer e modo Survival com diversos personagens. Em torno de 10 horas de jogo até o momento.

Street Fighter V - Wallpaper Full HD dos Principais Personagens - 1920x1080



Com novos personagens e o retorno de velhos conhecidos, Street Fighter V é o primeiro jogo da série para a nova geração de consoles. Com apoio da Sony, o game ganhou exclusividade nos consoles, e a Capcom conseguiu trazer o game também para PC, uma plataforma mais “neutra”, além de trazer o recurso de “cross-plataforma”, com os jogadores de PS4 podendo jogar com os jogadores de PC e vice-versa.

Da parte técnica o game dá um show, com gráficos impressionantes e um visual bem mais chamativo que o Street Fighter IV, que era mais “estilizado”. Personagens bem modelados, jogo altamente fluído, detalhes que possam escapar dos olhos em um primeiro momento, mas que você consegue perceber depois. Jogar um oponente dentro de um banco de busão no final da luta em um dos estágios, as frutas caindo e pulando no chão no cenário do Brasil, e os próprios personagens, com uma estética própria. Foi ousado da produtora mudar o visual do Ken, saindo um pouco das roupas clássicas e tendo um estilo mais despojado.

Street Fighter V - Ken vs Ken

A jogabilidade também está bem fluída e os golpes especiais estão bem mais fáceis de serem executados. A Capcom decidiu simplificar um pouco em virtude dos novos jogadores, junto com a adição dos V-Triggers, onde, durante alguns segundos, o personagem ganha melhorias em tempo real, bastando apertar o soco forte e chute forte.

O modo história traz de 3 a 4 etapas de cada personagem, trazendo artes estilizadas muito bem-feitas e personagens vivenciando determinadas situações de sua vida, com destaque para as roupas alternativas no modo de estória. A Capcom lançará em março uma loja ingame onde o jogador conseguirá comprar essas roupas alternativas, tanto com o Fight Money (a nova moeda interna do game) e o “Zen Money”, com dinheiro real.

Já o modo de Survival se tornou o “Arcade Mode” da vez. O jogador tem 4 níveis de dificuldade, com quantidades de 10, 30, 50 e 100 lutas, tendo de enfrentar os oponentes em sequência. Entre as lutas o jogador pode usar os pontos conquistados para ativar “Suprimentos de Batalha”, que são modificadores que adicionam atributos, como ter mais defesa, mais ataque, multiplicadores de pontos (mas que adicionam vantagens ao oponente, ou a barra de vida cortada pela metade) ou recuperar a energia.

Street Fighter V - Modo Survival

A quantidade de pontos é variável, mas a cada dificuldade os inimigos ficam mais insanos e com inteligência artificial apurada. A dificuldade “Inferno” será um desafio extra para os jogadores, com suas 100 lutas em sequência, junto com os inimigos com mais agilidade.

O interessante do modo Survival é que dependendo da decisão (ou da ganância) do jogador, ele poderá ter problemas. Um multiplicador de pontos que adicione o dobro de poder pode não ser tão impactante dependendo do jogador, mas vai enfrentar o Birdie proce ver…se você não for tão habilidoso, você pode acabar tendo problemas, reiniciar a sua progressão e tendo de recomeçar, mas tendo mais cautela.

Multiplayer? Que multiplayer?

O segundo maior problema do Street Fighter V, depois da falta de ter mais modos offline. Nos testes iniciais cheguei a desistir de achar um oponente em uma partida casual e deixei a busca ligada enquanto fazia o modo Survival. Depois de 27 lutas no Survival do modo normal que achou o primeiro oponente durante a semana, talvez por conta das pausas entre as lutas, ou por demorar mesmo. Depois deixei buscando diretamente, e só tive mais sucesso nas partidas ranqueadas. Só que aí, meu amigo, só se você for muito bom, pois as surras que você toma dos jogadores são bem impressionantes!

E chega a ser desanimador ver um multiplayer que não funciona, após a Capcom ter feito diversos betas entre os jogadores. O lag é um problema grave, pois você perde competitividade em um ambiente real, mas é sempre mais tenso você fazer uma busca e demorar, demorar, demorar…até você desistir, perdendo um tempo tremendo. Alguns jogadores até que podem caçar alguma atividade enquanto espera, mas para quem separou um tempo livre só pra jogar o game, é desanimador.

Street Fighter V - Ganhando com o Ken no Multiplayer

Mas é aquele negócio: como só teve beta entre os que fizeram a pré-venda, então provavelmente ela não conseguiu mensurar melhor o quanto de infraestrutura que seria necessário na versão final, pra comportar a enorme quantidade de jogadores.

Só que o maior problema do multiplayer é na desistência do perdedor. O chamado “rage-quitter” some quando percebe que irá perder a partida, deixando o jogador frustrado, sem ter punição. Como não há perda aparente de ranking, fica mais cômodo o cara partir para esta estratégia, do que ganhar a experiência básica pro seu perfil, mesmo em caso de derrota.

A Capcom está correndo contra o tempo para corrigir os problemas, só que isso já deixou o lançamento manchado e os jogadores furiosos. Em modo offline o game impressiona, mas com tão pouco conteúdo, acaba saindo um preço caro demais.

Vale a pena comprar?

Depende de como você consome jogos de luta. Se você tem um irmão/irmã, amigo, primo ou um vizinho que sempre aparece na sua casa pra jogar videogame, e você tem um joystick extra, você pode até cogitar a compra, mesmo a da versão PS4. Pois para esse público de nicho, o Versus Mode é mais que suficiente para se divertir por meses e anos a fio, o game se prova bem sólido em questões de jogabilidade e ainda teremos os outros personagens, que poderão ser destravados tanto com dinheiro ingame ou dinheiro real. Obviamente tem sempre a impressão de que essa parte pode acabar sendo dificultada para o jogador comprar um personagem com dinheiro real, mas é cedo pra afirmar como que irá funcionar, e a Capcom fornecerá novos métodos pro jogador conseguir Fight Money futuramente.

Só que no estado atual do jogo, se tu não tiver nenhuma pressa, recomendo esperar um pouco mais. O valor oficial está caro demais no PS4 (R$ 280 reais!!!) e o jogo só tem apenas o Modo História, Sobrevivência, o Multiplayer e o já citado Versus Mode. A Capcom pretende lançar em março o Modo Desafio, com desafios diários, o personagem Alex e a lojinha interna ingame com roupas extras e outros itens, e em junho teremos um modo de história mais completo, similar ao Mortal Kombat.

Ela também está analisando a inserção do Arcade Mode, mas até o momento não tem previsão de quando que esse modo de jogo será inserido no game.

Street Fighter V - Karin no Modo História

No PC o jogo está com um valor mais acessível (R$ 99 reais), mas ainda assim não tem tanta coisa se o jogador aproveitar sozinho ou ir pro multiplayer. Em compensação, se você for tentar destravar todas as cores de roupas e já juntar Fight Money para gastar em março, você terá uma boa quantidade de horas de jogo, completando todos os modos de história, fechando cada Survival Mode (normalmente leva de 15 a 45 minutos pra cada personagem na dificuldade normal) e se aventurando no online (que ainda não está muito legal).

Provavelmente a Capcom lançou o Street Fighter V nesse estado por conta do novo foco de eSports de muitas produtoras. Teremos um EVO no meio do ano, e pelo jogo ser um dos destaques, os pro-players poderão se habituar com os personagens atuais e os novos personagens, como o Fang e o Necalli, com o Fang sendo bastante usado no multiplayer. Mas é tenso para o jogador comum, que terá de esperar mais alguns meses para ter um game mais completo.

Street Fighter V - Ryu Wallpaper Full HD - 1920x1080