Apresentação + Indie!

Primeiramente, irei me apresentar. Meu nome é Cainã Costa, e sou o mais novo contribuidor para o Select Game. Eu, assim como o Rodrigo Flausino, adoro a área de Gamedev, e principalmente, os frutos mais desconhecidos dessa área maravilhosa: os jogos indie.

“Ué, mas porque logo os indies? Eles não tem nenhum tipo de apoio, não têm (com exceções) gráficos maravilhosos, nem equipes gigantes para desenvolver.” Exatamente por isso que eles são tão bons. Os jogos Indie, em sua maioria, começaram como grandes idéias (às vezes nem tanto, eles só quiseram criar um jogo legal no estilo favorito deles) na cabeça de uma só pessoa. E incrivelmente, mesmo com todas essas adversidades surgem jogos incríveis.

Além disso, os desenvolvedores Indie de hoje poderão ser parte, ou até mesmo, criar as grandes empresas do amanhã. Pode se citar como exemplo a Treasure (Radiant Silvergun, Ikaruga) e a Cave (DoDonPachi, e acho que Mars Matrix) como exemplo de empresas que surgiram como desenvolvedoras indie, vendendo jogos “doujin” e que hoje são tão grandes quanto várias grandes empresas da área.

Se aqui os jogos indie ainda estão começando a engatinhar, no Japão eles brilham, principalmente graças à eventos de conteúdo fan-made, como o ComiKet. Lá, os chamados “Círculos” nos presenteiam, ano após ano com todo tipo de conteúdo, desde Hentais até jogos. Alguns dos círculos possuem muito destaque, e são bem grandes, como a SITER SKAIN. Outros, apesar de ter muito destaque, são muito pequenos, como a Team Shangai Alice, que possui apenas um membro, mas já nos presenteou com mais de 10 jogos de altíssima qualidade.

Bem, eu já falei um pouco sobre os jogos Indie, agora fica uma pequena recomendação: o clássico Cave Story. Ele foi feito por apenas uma pessoa, que demorou 5 anos para terminar o que é “o jogo da vida dele”. Recomendo a todos que testem o jogo, mas cuidado, ele vicia 🙂

Até a próxima!

POSTS RELACIONADOS