Black Desert Online - Index


Black Desert Online - Wallpaper HD - 1920x1080

Quando adquiri um PC novo em agosto de 2013 eu comentava pra mim mesmo (e pra vocês) que os games online/MMOs seriam uma constante maior na minha vida gamística. Que iria testar todos os MMOs mais comentados, pretendia fazer impressões, testes e vídeos de gameplay de maneira constante. Cheguei a testar, e ainda mantenho instalados aqui, o Aion e o Tera Rising, mas nenhum deles me cativou tanto como o Guild Wars 2, hoje o MMO que estou jogando com mais regularidade, por conta do seu dinamismo, do sistema de quests “em área”, os world bosses e de não ter uma jogabilidade muito complicada e cheio de habilidades e rotações específicas pra maximizar o DPS. Claro que para cada arma tem a sua listagem de golpes e habilidades, mas aí o jogador pode optar por escolher 1 (ou 2) e se manter nelas. Nesse meio tempo fui testando outros e adicionando e removendo “temporariamente” alguns da lista de games para jogar e quem sabe comprar no futuro. Penso em jogar bastante o Final Fantasy XIV por ter testado o beta no PS3 e PC, mas removi das minhas listagens o The Elder Scrolls Online e o Wildstar, por serem mais parecidos com o World of Warcraft, não serem tão dinâmicos e pelo próprio tempo livre, pois é muito difícil jogar mais de 1 MMO simultaneamente e com regularidade (por exemplo eu praticamente abandonei o World of Warcraft, e não tenho previsão de voltar tão cedo). Também não posso ficar pedindo um dinamismo dos jogos, e ainda tem outros que preciso jogar, mas como teve os betas gratuitos, fica mais fácil poder testar e avaliar melhor antes de uma possível compra, além de poder ver se o meu PC tem capacidade para rodar satisfatoriamente e não ter problemas recorrentes durante o jogo, apesar das versões beta terem problemas diversos, sendo a melhor opção da empresa para corrigir diversos bugs em um ambiente real com a ajuda da comunidade.

Dos próximos MMOs da lista, restaram 2: ArcheAge e o Black Desert. Deixarei o ArcheAge para outro post e decidi comentar inicialmente sobre o Black Desert, anunciado em 2012 e hoje um dos MMOs mais esperados pelos jogadores do gênero. E um dos primeiros MMOs realmente next-gen que serão lançados, por conta dele prometer um visual impressionante. No ano passado cheguei a jogar por alguns minutos o game na BGS, mas não dá pra avaliar apenas por um gameplay de pouco mais de 2 minutos, ainda mais num notebook de um coreano e que estava lá provavelmente para fazer negócios do que para exibir o game para jogadores curiosos. A tradutora comentou que o game pode sair no Brasil até 2016, mas acho que podem fazer alguma parceria com uma distribuidora, com ela vendendo as chaves e os jogadores jogam nos servers oficiais e que não são “exclusivamente brasileiros” (diferente do World of Warcraft, onde os servers estão nos EUA, mas são especificamente para brasileiros). Também não foi divulgado como que será o modelo de negócio, se o game será pago e com mensalidade, pago e sem mensalidade (no estilo do Guild Wars 2, tendo uma loja interna de micro-transações) e gratuito, com sistema de micro-transações.



Black Desert é desenvolvido pela PearlAbyss, a mesma do MMO Continent of Ninth Seal (C9), e será distribuído pela Daum Korea na Coréia do Sul. O hype pela comunidade está sendo enorme desde o início da divulgação das imagens, mas muitos ficam com receio de que o gameplay geral não corresponda a todas as expectativas. Até o momento teve 2 betas fechados e com bloqueio de IP para os jogadores de fora da Coréia do Sul, tendo betas em outubro de 2013 e o outro mais recente, no início de abril (o que não impediria alguém de “fora” fazer o cadastro e tentar jogar usando proxies). O Steparu conseguiu acesso aos betas, divulgando em diversos posts diversas informações e vídeos sobre o sistema de gameplay, lembrando que pode ocorrer mudanças pelo game ainda estar em desenvolvimento. O Massively também tem uma seção com bastante material, que dei uma explorada inicial para ficar por dentro do game.

O mundo é dividido em 2 países: a República de Calpheon e o Reino de Valencia, que disputam a Black Stone, um recurso essencial de energia. Esses 2 países são culturalmente e religiosamente diferentes. Enquanto que Calpheon é mais uma civilização materialista, as pessoas de Valencia buscam valores espirituais.

As “Black Stones” marcam a área do deserto separando os 2 países, conhecidos pelas pessoas de Calpheon como “Black Desert” (Deserto Negro). As pessoas de Valencia chamam esta área de “Red Desert” (Deserto vermelho) por causa do sangue que permanece na areia. A estória se passa durante o curso de uma guerra sem fim, onde ambos os países já foram devastados e muitas pessoas estão casadas e doentes. Aqui os usuários devem escrever suas próprias estórias como parte do épico que é o “Black Desert”.

Black Desert tem um sistema de combate em tempo real, possuindo classes com estas características: Fighter, Magician, Archer, Predator, Tamer (uma espécie de summoner), Blader, Male Archer, Female Fighter (Valkyrie) e Male Wizard. Em 2012 foi comentado que determinadas classes seriam travadas por gênero e raça, mas até o momento não saíram outras informações específicas. Este blog, citou alguns exemplos, mas segundo este interview do MMO Culture com o Brian Oh (diretor de desenvolvimento de negócios) ele citou que as classes não serão travadas por gênero. Das classes jogáveis até o momento temos 3: os elfos, humanos e gigantes (Giants)..

Os jogadores poderão jogar sozinhos, em grupos, teremos field raids (aparentemente eventos maiores nos mapas), raids de dungeons, confrontos entre guildas e outras novidades. Uma delas é um sistema de compra de casas/housing, onde o jogador poderá dar um lance em uma determinada hora do dia (os leiloeiros estão disponíveis apenas em um determinado momento do dia) e adquirir uma casa. No interview do MMO Culture é citado que eles disponibilizarão de 1000 a 2000 casas, e um jogador poderá comprar mais de uma casa. Acredito que a revenda também seja possível, e aí esse tipo de ítem pode ser bem raro e caro, como acontece com muitos ítens lendários que são ofertados por muita grana nas casas de leilões em jogos similares.

Já um outro detalhe que o Steparu comentou é o sistema de punição ao morrer: você perderá parte da experiência adquirida e existirá uma chance do jogador perder um ítem aleatório do seu inventário. Então se você conseguiu com algum inimigo uma arma mais cara, pode acontecer de você perder ela se der bobeira e morrer, mas haverá ítens que não serão dropados se isso acontecer (pois nem todos os jogadores gostam/são bons no PvP). E dependendo da classe específica (como a classe Archer, que aparentemente usará roupas mais leves e menos defesa) poucos golpes dos inimigos podem fazer você morrer facilmente, tendo de usar e abusar das esquivas e atacar à distância. Aparentemente, a classe Archer também pode atacar de perto usando alguns chutes e adagas, e quem sabe outros tipos de armas. No vídeo abaixo tem um pouco de gameplay da classe:

Só não curti tanto o “impacto” da câmera nos movimentos “mais parrudos”. Outro detalhe citado tanto no primeiro beta quanto no segundo, o sistema dá uma opção para combinações de teclas para determinados golpes, executando combos diversos e apertando de 2 a 3 teclas simultaneamente. O jogador poderá destravar as habilidades ao visitar um treinador e ir destravando novas habilidades de uma árvore de habilidades, e aparentemente o jogador também poderá arrastar os golpes para a hotbar, podendo ver o cooldown de cada golpe, e terá também um sistema de reputação, onde você ganhará pontos com o treinador e ele poderá oferecer outros tipos de quests e vender determinados ítens exclusivos se você ajudar ele bastante.

Num outro vídeo publicado no site, temos uma sorcerer, que lembra mais uma “monk”, usando ataques corporais com magias. Confira:

Também foi publicado outro vídeo de um warrior, lembrando games hack-slash como Dragon’s Dogma e o Kingdoms of Amalur: Reckoning. O game também oferecerá suporte a joysticks, mas não vi vídeos que demonstrassem essa funcionalidade.

Já o sistema de criação de personagens também impressiona, onde poderemos customizar quase tudo! Desde um queixo, largura e íris dos olhos, altura e até mesmo as cores, posições e comprimento dos cabelos, após escolher um preset específico. Acho que se o jogador deixar o cabelo com conflito com as leis da física, provavelmente ficará assim mesmo, sem sofrer muito a ação do vento. Pena que não tem tantas opções de “estilos” de cortes de cabelo, mas provavelmente eles podem adicionar novos estilos no futuro com algum patch, como a Arenanet fez com o Guild Wars 2 algumas vezes. No Guild Wars 2 tem na loja de gemas um ítem especial que dá pra re-customizar  a aparência do seu personagem, incluindo trocas de estilo de cabelos e cores, e consegui dropar um desses ao comprar uma chave “Black Lion Chest Key” com 125 gemas em troca de gold ingame (saindo a 12 golds e 40 silvers pela chave, um valor meio alto para o sistema econômico, pois em mais de 500 horas eu só consegui adquirir cerca de 70g, isso sem ficar farmando demais). Confira os vídeos de criação de personagem:

Já no vídeo abaixo tem um pouco do deslocamento a cavalos e mudanças climáticas, igualmente impressionante. Ele também comentou que existe um pequeno mini-game para laçar o cavalo e poder usar um, além de poder ir a um estábulo e registrar um nome para ele e personalizar a sua montaria:

Um detalhe citado pelo Steparu foi que, enquanto ele estava “AFK” (termo comum do gênero, onde a gente deixa o game rodando e faz outras coisas) é que 2 jogadores vieram e mataram o cavalo enquanto ele estava montado, levando posteriormente os ítens que ele deixou equipado nas bolsas dos cavalos. Como eram ítens desnecessários, ele não ligou tanto e ficou mais preocupado do porquê que o cavalo dele não voltou à vida. Talvez a morte seja permanente, mas bem que eu poderia ressuscitar as minhas montarias, caso eu arrume montarias mais poderosas e raras no futuro.

Só não vi por aí informações sobre poder “guardar” a sua montaria em estábulos, e também foi comentado que teremos climas específicos para cada região e que determinadas profissões e montarias serão afetadas. Em um dos trailers é mostrado que uma elfa usou um elefante, e tem um cavalo branco que custa 200 mil de gold e é um dos mais rápidos do jogo (lembrei do Senhor dos Anéis).

Quanto ao PvP, até o momento citaram mais a questão das Castle Sieges (cercos a castelos). Segundo o MMO Culture os atacantes devem decidir se bombardeiam os portões ou usam escadas para escalar as muralhas do castelo. Do lado dos defensores será possível enviar tropas de choque para destruir a artilharia ou impedir que o inimigo use as escadas. Inserir tropas de forma estratégia em volta do castelo e atacar o inimigo de surpresa precisa ser feito para ter sucesso na invasão. Táticas dependendo do nível nível individual ou do nível da unidade oferecem uma variedade maior de experiências. O número de participantes nos cercos será ilimitado, oferecendo mais flexibilidade em termos de combate. Lembrei do World vs World do Guild Wars 2, onde temos arenas gigantes com 3 servidores, e em muitos momentos um grupo faz um cerco para invadir a locação, enquanto que o grupo “dono” da fortaleza tenta impedir essa tarefa usando desde combates diretos até mesmo catapultas e troncos de ferro para destruir os portões e muralhas.

Já o vídeo oficial mais recente mostra um “passeio” pelo mundo e pelas diversas cidades. A única parte ruim que achei do vídeo é que os cenários se resumem a ter apenas a direção de arte terra/água/floresta/cidade. Não percebi partes nevadas, vulcões com lavas, nem nada. Talvez isso possa ter no jogo e ainda será revelado OU talvez a ausência seja uma decisão dos roteiristas, mas acaba incomodando um pouco.

Pra terminar, abaixo tem um trailer japonês do jogo, que mostra inclusive combates montados em cavalos, além de trechos do vídeo “panorâmico”. No Japão o MMO será distribuído pela GameOn:

Black Desert ainda não tem previsão de lançamento, e até o momento está programado para sair apenas para PC. O processo de localização para inglês já foi iniciado e na Gamescom de 2013 o Jaemin Youn e o Brian Oh comentaram que estão bem entusiasmados não apenas com a possibilidade de portar o game para PS4 e Xbox One, mas eles fizeram reuniões com a Sony Computer Entertainment. Então não será surpresa se eles anunciarem uma versão para consoles na próxima E3, ainda mais quando estamos vendo diversos games do gênero aportando nos consoles, como o The Elder Scrolls Online e o Final Fantasy XIV (este último já disponível nos computadores, no PS3 e no PS4, e o Elder Scrolls com previsão para sair em junho).

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert Online - Screenshot Full HD

Black Desert - English Screenshot 01

Black Desert - English Screenshot 02

Black Desert - English Screenshot

Black Desert Online - Sorceress Screenshot HD







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game