Brasil Game Show - Foto da Portaria - Index

Paganini Mixer

Faltando menos de 2 meses pro início da Brasil Game Show, todos os dias ando mergulhado em cálculos diversos de planejamento de custos para ir no evento, que sempre entra em conflito com o que eu poderia fazer com a grana envolvida. Por mais que eu more a 300 km de São Paulo (4 a 6 horas de viagem de ônibus, é pertinho), o custo total da viagem está beirando os R$ 500, e pode até ser mais, por conta da mudança de localização do evento. E olha que eu nem boto na equação o hotel, por ficar na casa de um amigo.

Mas enfim, decidi fazer um pequeno guia das principais atrações do evento até aqui. Como eles estão na divulgação a conta-gotas das principais atrações, mais empresas podem ser anunciadas. O problema é justamente esse: o jogador comum, aquele que vai gastar 2 a 3 horas na fila pra jogar 5 minutos de jogo, fica perdido e, às vezes, desanimado, e, se ele não comprou o ingresso, existe o receio de comprar e ele não curtir a feira. Tudo bem que sempre tem o clima de festa, você estar respirando games a todo o momento, mas acho muito tenso a pessoa gastar 80 reais de ingresso (isso pelo valor de meia-entrada, mas que pode doar 1 kg de alimento não-perecível) e jogar apenas e 3 ou 4 jogos.

Só espero que neste ano as produtoras tenham mais estações de jogos, e filas mais rápidas, só que a gente sempre tem essa esperança, mas isso nunca ocorre com parte delas. Quem sabe este ano, hein, produtoras!



Enfim, vamos ao guia:

  • Dias: 01 a 05 de setembro, sendo que no dia 01/09 é reservado à imprensa, business e passaportes vips
  • Local: SP Expo, na Rodovia dos Imigrandes, KM 1,5 (Zona Sul de São Paulo). Clique aqui para ter mais infos e planejar o seu deslocamento.

As principais atrações

Agora vamos às principais atrações para a maioria dos gamers de plantão. Por enquanto não tem muita coisa, mas ainda falta bastante expositores para serem confirmados. A lista completa está neste link, atualizada a todo o momento pela organização.

  • Ubisoft
  • NVIDIA
  • Razer
  • CD Projekt Red
  • Brasil Game Cup (Campeonatos de eSports)
  • Estande Indies
  • Cosplay Zone

Empresas que podem se destacar no evento com estandes maneiras:

  • HyperX
  • Saraiva (desde que não seja apenas a loja)

Tá, mas e as principais? Sony e Microsoft?

Até o momento nenhuma das 2 anunciou formalmente, mas no caso da Microsoft, já tem campanha pra trazer o Rod Fergusson pro evento! E pelo histórico das 2 no evento, então certamente as 2 estarão lá, com suas estandes gigantes e disputando a preferência do jogador.

Dos jogos e empresas, quem pode se destacar também será Warner (com os jogos da Electronic Arts e Capcom), Activision (com os Call of Duty Infinite Warfare e o remaster de Modern Warfare 4) e a estande dos indies, apesar de que só os entusiastas e desenvolvedores que estarão andando por lá. E a mesma coisa pra Cosplay Zone, que, apesar de ser uma ótima iniciativa por parte da organização, também é algo bem de nicho.

Os jogos potenciais que podem ter estações para jogar (lembrando que são palpites meus):

  • Titanfall 2 (Xbox One, PC e PS4)
  • Battlefield 1 (Xbox One, PC e PS4)
  • Watch_Dogs 2 (Xbox One, PC e PS4)
  • Ghost Recon: Wildlands (Xbox One, PC e PS4)
  • South Park: A Fenda que Abunda a Força (Xbox One, PC e PS4)
  • Injustice 2 (Xbox One, PC e PS4)
  • Forza Horizon 3 (Xbox One e PC)
  • Gears of War 4 (Xbox One e PC)
  • Call of Duty: Infinite Warfare (Xbox One, PC e PS4)
  • Call of Duty 4: Modern Warfare (Xbox One, PC e PS4)
  • Resident Evil 7 (Xbox One, PC e PS4)
  • Street Fighter V (PC e PS4)
  • Fifa 16 (Xbox One, PC e PS4)
  • PES 16 (Xbox One, PC e PS4)
  • Recore (Xbox One e PC)
  • Scalebound (Xbox One e PC)
  • Gwent: The Game (PC e Xbox One)
  • Gran Turismo Sport (PS4)

Jogos que eu gostaria de que estivessem jogáveis, mas a chance é mínima (já que nem o God of War esteve disponível e jogável para jornalistas na E3 2016):

  • God of War (Sony, PS4)
  • Horizon: Zero Dawn (Sony, PS4)
  • Dishonored 2 (Xbox One, PC e PS4)*
  • The Last Guardian (Sony, PS4)**
  • Steel, da Ubisoft (Xbox One, PC e PS4)

* Provavemente o Dishonored 2 pode estar por lá em alguma das estandes grandes, junto com o Doom.

**Para o The Last Guardian é um caso curioso da perda de descrença e de hype. Mesmo com o jogo saindo em 25 de outubro, ainda é difícil de acreditar que o game será mesmo lançado, e não to botando fé nenhuma que ele estará lá jogável (pois, apesar do nosso hype anterior, o jogo é aparenta ser bem de nicho e que pode não cativar o povão). Se ele estiver jogável no evento, pagarei a língua com gosto e testarei, mas com o Titanfall 2 saindo dias depois no mesmo mês (The Last Guardian em 25/10 e Titanfall 2 no dia 28/10), 1 jogo terá de ser escolhido e outro será descartado na minha preferência de compra. E nesse caso optaria pelo Titanfall 2, deixando o The last Guardian pra 2017.

Vale a pena ir na BGS este ano?

Pra ser sincero? Não sei. O dia de imprensa e business é sempre interessante pra testar todos os jogos que puder, mas requer bastante planejamento, ter um exímio conhecimento das estandes e localizações para maximizar o tempo usado lá (algo que sempre é divulgado nas vésperas do início) e a preferência do jogador. Só que o valor do ingresso Business (R$ 400) é um valor salgado, apesar de que é ingresso pros 5 dias. Para muitos jogadores é interessante para eles analisarem quais jogos merecem ser comprados, mas ainda assim tenho algumas ressalvas quanto ao custo-benefício, e pelo primeiro dia ser o melhor dia pra testar os jogos, por ter menos gente. R$ 400 são praticamente 2 jogos-lançamentos (tudo bem que os preços beiram os R$ 250, mas em muito lojista eles vendem mais baratos) e neste segundo semestre com diversos jogos disputando a preferência do jogador (Titanfall 2 e Final Fantasy XV são os jogos que quero muito comprar) então fica difícil analisar se vale mesmo a pena ir no evento.

A maior questão é que a BGS, de certa forma, também é voltada para o público que não consome muitas notícias. Você terá a listagem acima para escolher a sua preferência de jogo e/ou consoles para adquirir e o evento, de certa forma, ajuda bastante nesse ponto para o consumidor.

Por fim, ainda teremos de esperar as produtoras anunciarem as suas atrações pro evento. Se a Sony trouxesse o novo God of War seria um carro chefe tremendo que ajudaria, mas provavelmente vamos ver diversas estações com o Uncharted 4, Ratchet & Clank e o Gran Turismo Sport, que pode vir com os simuladores de carro maneiros. Da Microsoft, veremos todos os principais lançamentos, e aí a Microsoft poderá ser a grande vitoriosa da BGS. Vamos esperar pra ver, e espero que neste ano tenhamos uma boa quantidade de estações de jogos pra ter menos filas gigantes. O consumidor/povão agradece!

Brasil Game Show - Foto da Portaria