League of Legends - CG Champions - Ahri Index


League of Legends - CG Champions - Ahri

Uma hora esse dia iria chegar. Depois de ter tentado sem sucesso iniciar a jogar o Dota 2, ontem decidi dar uma chance inicial pro League of Legends, o MOBA do momento e que está sendo o novo “rei do e-sport”, com campeonatos e seus prêmios milionários e uma parcela enorme de fãs aqui no Brasil. Com isso, certamente os posts do MOBA serão mais constantes por aqui, pois o jogo não é só cosplays bonitinhos e maneiros (por citar mais cosplays do jogo por aqui do que posts normais, sendo que eu tenho de fazer o inverso!). Então fique por enquanto com essa CG que eles divulgaram hoje, tendo diversos campeões conhecidos dos jogadores se enfrentando em uma floresta. Em matéria de marketing e nível de CG, a Riot não fica nem um pouco atrás da Square-Enix e a Blizzard, hoje as produtoras de games que conseguem chegar ao estado da arte nas animações. Veja:



Eles também divulgaram no site oficial um vídeo de making-of bem interessante:

Obviamente o início do jogo não é só sair enfrentando outros jogadores logo de cara. Ontem só consegui ter tempo de fazer os 2 primeiros tutoriais básicos e para começar a enfrentar outros jogadores é necessário chegar ao nível 3, tendo de fazer algumas partidas contra a Inteligência Artificial. As partidas, claro, são mais demoradas, e é foda se acostumar a ficar mais de 30 minutos num combate mais insano. Também tem a questão dos movimentos e cliques do mouse, pois não achei muito prático, com a Ashe, atacar com o botão direito do mouse. Fora a quantidade enorme de vezes que eu fiquei no raio de ação das torres inimigas pra ficar no raio de ação dos tiros da personagem. Obviamente quero testar diversos campeões, mas como a Ashe é arqueira e ataca a distância, vou acabar adotando essa personagem, pois na maioria dos jogos que eu jogo eu acabo optando por classes parecidas. No Guild Wars 2 e no World of Warcraft, por exemplo, eu vou de Ranger/Hunter (respectivamente) e apenas na série Souls eu opto por um misto de Knight e Faith (lembrando que o LoL é diferente dos MMOs clássicos).

Também percebi que eu acabei tendo um treinamento em jogos do gênero sem perceber, quando joguei o Guardians of Middle-Earth no PlayStation 3. As mesmas mecânicas de movimentação, destruição de torres, combates insanos contra outros campeões, ficar sempre atrás das tropas normais. Só a questão da compra de ítens perto da sua torre principal é novidade pra mim. Quero ver se dou mesmo uma chance pra este e pro Dota 2, também pra ficar por dentro da área, pois hoje o game é um dos mais jogados do mundo.