skyrim dragon

Ao acordar amarrado em uma carroça, depois de escutar que eu seria executado me deixou com medo. Medo por ter sido tão burro a ponto de confiar naquele idiota que queria umas ervas com propriedades mágicas naquela planície perto de uma fazenda. Não me lembro bem como que foi, mas vi que eu tinha me metido em maus lençóis e agora eu estava prestes a morrer. Na carroça estava outras pessoas, e não vi aquele idiota que me meteu numa roubada. Deve ter morrido antes de mim, aquele meliante!

Depois de algum tempo a carroça entrou na cidade, e os guardas comentaram que era a cidade de Helgen. Passou um tempo e a carroça parou, onde eu tive de descer e ficar perto dos outros criminosos que aguardavam aquele destino terrível. Um cara foi antes de mim e vi com frieza a decapitação do sujeito. Estava acostumado com sangue e decapitações de animais, mas acho que eu não estaria preparado para eu ser o próximo. Só que, segundos antes de partir deste mundo, um dragão surge no local e começa a destruir tudo!



A sorte sorriu ao meu lado, pois era a chance de escapar. Decidi seguir um cara que também seria executado, através dos espaços entre as casas e depois entrando nos subterrâneos, num caminho secreto. Aos poucos eu fui coletando as coisas no chão e consegui as primeiras armas, também entrando em combate contra outros inimigos. Vi que eu não tinha perdido o jeito para a luta, e também eu ia coletando tudo que eu pudesse, pois algumas coisas podem ser vendidas e ter algum valor. Eu estava sem nada… e fui coletando, até eu não conseguir carregar tudo que eu queria. Panelas, placas de metal diversas…teria de deixar para trás, e por isso eu fui priorizando as armas e roupas de pele, pois Skyrim é um local ao norte de Tamriel. E por isso poderiam ter locais com muito frio, e deveria estar preparado para o pior.

Em um determinado momento, tinha um urso no local, e o cara que estava comigo me guiando sugeriu chegar lá sorrateiramente, agachado. Aos poucos aprendi as minhas primeiras habilidades furtivas, tentando chegar perto daquele animal enorme, que alternava entre dormir e acordar. Acho que ele sabia que eu estava lá para matá-lo, mas isso não me passou pela cabeça na hora. Perdi a paciência e investi com tudo pra matar ele, ganhando experiência com armas de 1 mão que eu estava usando. Também coletei a pele dele para uso posterior, além de perceber que eu estava ficando mais forte com o uso constante das habilidades.

Ao sair da caverna, fiquei embasbacado com a vista da mata e o céu à noite, cheio de estrelas. O cara que estava comigo se foi, e eu estava sozinho, à própria sorte. Decidi caminhar e cheguei na vila de Riverwood, um lugar pacato e com poucas pessoas, mas que não tinham quase ninguém aquela hora da noite. Avisei do ataque do dragão em Helgen e o cara (que não lembro mais o nome) comenta que eu deveria ir para Whiterun, para avisar o Jarl (uma espécie de líder local) sobre isso e que eles precisam de proteção contra outros dragões que podem estar à solta por aí.

Durante a jornada, me deparei com alguns lobos (de surpresa), matando e coletando a pele deles; e ao chegar na cidade alguns moradores começaram a pedir a ajuda para mim. Analisei as opções e decidi ajudar, pois precisava de dinheiro e de recomeçar uma nova reputação. Vi que eu poderia recomeçar a vida do zero, esquecendo os meus problemas anteriores. E isso era bom!

skyrim whiterun

Também tive a chance de melhorar meus armamentos com as ferramentas de alguns trabalhadores. Aqui eu poderia cozinhar, combinar ítens, melhorar minhas armas e armaduras nas forjas, e algumas das tarefas geram mais experiência. Usei as peles que coletei anteriormente para criar outros tipos de materiais que poderia usar futuramente na criação de armaduras melhores. A vida é um constante aprendizado, e quero aprender muito bem para não depender de comprar armaduras a preços caros de vendedores que furam os olhos da gente. Também visitei diversas casas e conversei com os moradores. Em muitos momentos veio a vontade de roubar alguns dos ítens deles, mas aí pensei que, por ser a última pessoa que visitou o local, eles poderiam desconfiar de mim. Pelo menos os livros poderiam ser lidos, aprendendo um pouco mais sobre a história de Tamriel. Vender muitos item também me deram mais poder de persuasão, e isso geraria vantagens futuras!

A cidade tem muita vida, com as pessoas vendendo ítens, crianças correndo e brincando, pessoas cantando e outras bebendo nos bares locais. Um ambiente familiar, depois de muitas aventuras em Cyrodill. Mas ainda faltava em falar com o Jarl, mas essa fica pra depois. Acho que eu poderia descansar depois de alguns dias em que eu quase fui executado pelos soldados. Obrigado dragão, sem você eu não estaria aqui!

skyrim tabern







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game





Paganini Mixer