Na semana passada, durante o feriadão, decidi fazer o que não fazia tem muito tempo: revisitar o Santuário. As localidades de Diablo III: Reaper of Souls ainda surpreendem com o sistema de geração randômica de localidades e tem a questão das temporadas, que chegou na 15º nos consoles e PC. É aquele negócio: o jogo oferece uma chance de recomeçar o jogo do zero com um novo personagem, para pegar um set de equipamentos e depois transferir este conteúdo pros outros personagens da conta.

Só que desta vez decidi fazer uma estratégia diferente, e quando criei um personagem novo fui direto pras Fendas Nefalém, e vi que foi uma decisão acertada: não teria muita paciência para fazer toda a progressão de história de novo, e lá a experiência foi bem interessante, junto com as recompensas: o personagem ia evoluindo rápido.

Diablo III Reaper of Souls - Temporada 15 com Fendas Nefalém 02

Com isso, a minha Arcanista estava ficando interessante, mas teve uma hora que não tinha percebido o detalhe da dificuldade: quando comecei a personagem, setei a experiência como “Normal”, mas quando vi que tava ficando fácil demais matar os inimigos quando ia adquirindo equipamentos lendários melhores. Queria mudar e aumentar a dificuldade, mas o jogo não permitia. Só depois, quando vi um amigo jogando e entrei no grupo dele, que eu vi que dava pra aumentar a dificuldade e escolher. Só fazer uma partida rápida, deixando o jogo mais interessante, mas com um nível de desafio razoável para não ficar estressante.

Um detalhe curioso são as missões da temporada, deixando a progressão bem aberta e maleável: sem as amarras de eu upar até o 70 numa progressão linear de história, fazer por Fendas e Caçadas acaba ajudando a deixar as fases sempre aleatórias, e conseguia ter algumas surpresas. Um labirinto todo “verde” e que lembrou um pouco alguns cenários atmosféricos de Destiny 2, uma fase numa prisão com os “bovinos” (“Não existe fase da vaca”!) e até mesmo algumas caçadas clássicas geravam algumas surpresas. Também foi curioso um momento onde uma dupla apareceu no meu jogo e precisei voltar pros acampamentos pra desencantar equipamentos de qualidade baixa: quando voltei pra fenda vi um Nemesis prestes a morrer e ajudei a finalizar o serviço: será que ele acompanhou os jogadores “interdimensionalmente”? Seria interessante se tivesse um sistema assim e aleatório, não apenas baseado em sua lista de amigos.

Diablo III Reaper of Souls - Temporada 15 com Fendas Nefalém 03

Nesta semana um rumor circulou de um nome de um novo jogo da franquia. Sempre acho interessante e fico com esperança de que “este será o ano do anúncio do próximo game da série”. Principalmente nos consoles, que deixou a experiência e jogabilidade muito mais interessantes. Será que agora vai? A Blizzcon está chegando (será nos dias 02 e 03 de novembro) e a Blizzard sempre anuncia as próximas novidades dos seus games atuais. Estarei de olho (principalmente em Hearthstone por estar colaborando com posts no Card na Manga).

Por fim, ainda tem as questões do último troféu normal que falta pra platinar: 500 caçadas não é pra qualquer um, e por não ter chegado a 200 completadas, essa tarefa ainda deve demorar, mas não estou com muita pressa. Só que tem vezes que, por mais que eu tente acelerar o processo indo rapidamente nos mapas, será um grind tenso e que vai comer muitas horas de jogo. Melhor deixar pro ano que vem!

Diablo III Reaper of Souls - Temporada 15 com Fendas Nefalém 04