Wordpress Logo Azul Estilosa


Querido diário, estou começando uma série de posts pra comentar das tretas recentes que eu passei após outras tretas recentes relacionadas com plugins do WordPress, Cloudflare e Javascripts. Decidi fazer isso publicamente pra tentar ajudar outras pessoas e deixar como arquivo público, já que dependendo do que você faz no calor do momento, você ganha um pepino pra resolver e perde um tempo enorme com ele. E ganha um estresse extra, e o meu lema em 2018 é de estressar menos!!! Mas tá difícil!

Recentemente, após uma treta de segurança envolvendo o AMP for WP, e de ter feito varreduras internas com o Wordfence, decidi reinstalar o plugin do Cloudflare achando que poderia melhorar de novo a performance do site, mas acabei setando o que não devia, e isso me deixou com um belo de um problema. Uma configuração interna do serviço de cacheamento/redirecionamento é o chamado Minify, que é bem conhecido dos desenvolvedores, que compacta arquivos javascript e HTML. Quando setei o serviço 2 meses atrás eu tinha deixado essas opções desabilitadas por conta justamente de não ter treta quando eu precisasse trocar de layout ou fazer alguma alteração qualquer em CSS. Mas quando eu reinstalei o plugin e setei pra “configurar automagicamente as opções recomendadas PARA o WordPress” isso acabou habilitando todas as opções.

Publicidade

Cloudflare Minify

Deixe desabilitado, mas é só uma recomendação minha.

Inicialmente não tinha acontecido nada, mas depois eu comecei a ter problemas com alguns plugins: o de SEO (do Yoast), o Simple Tags (que acelera a escolha de tags nos posts) e o TinyMCE Advanced.

Resumindo: quando o editor abria, ele não carregava os botões de design de textos (negrito, itálico, etc) e tem vezes que ele não carregava direito as opções de SEO, sem habilitar o campo pra definir uma palavra chave. 2 dos recursos que considero essenciais pra escrever algo, que tinham ido pro ralo sabe-se lá porquê. E isso me fazia perder tempo no meu tempo livre, complicando demais as coisas, e tinha de setar um título a forceps pra evitar problemas de indexação (por gerar erros como %% sep %% title).

E como resolver isso: primeiro tive de desabilitar as opções de minify dentro do Cloudflare, desativei (de novo) o plugin do serviço e desativei todos os plugins que eu estava usando, reativando novamente logo em seguida apenas os essenciais. Deletei o TinyMCE Advanced por hora (isso deve me ferrar quando precisar usar tabelas nos posts….) e aproveitei que o WordPress atualizou hoje para fazer uma instalação do zero, upando os arquivos por FTP.  Além disso, por usar o WP-Total Cache, botei nas opções de Minify o “/wp-admin/post-new.php”, similar ao da imagem abaixo:

Opções do Minify do WP - Exemplo

O problema é que isso é mais um paliativo, já que você acaba alterando posts já prontos ocasionalmente…

Em alguns locais os desenvolvedores recomendam usar a string “define(‘CONCATENATE_SCRIPTS’, false);” no WP-Config, mas em alguns momentos essa opção também estava gerando problemas dentro do editor de posts, pois algumas vezes ele não carregava os botões da parte de texto/código-fonte, e em outras vezes o editor carregava bastante bugado. Também deletei todo o histórico de cache do Firefox pra conseguir resolver, além de mandar dar purge na página de novos posts pelo Cloudflare (o wp-admin/post-new.php).

Além disso, no patch-notes da versão 4.9.2 do WordPress, que foi lançado hoje, é citado que eles corrigiram um erro no “TinyMCE JavaScript”. então talvez apenas a atualização do WordPress resolva todos os problemas, mas por via das dúvidas você pode dar purge no Cloudflare, ou mesmo esperar algumas horas pro cache total do site ser atualizado (dependendo das configurações que você setou lá, mas no meu eu deixei o padrão, que é de 4 horas pro cache do navegador). Mas como muita gente quer ver a resolução do problema na hora (como eu), eu deletei o cache interno do Firefox e com a nova versão do WordPress acabou resolvendo os problemas.

Por fim, a minha única dúvida que resta é saber se parte dessas tretas também foram relacionadas ao tema VMAG, que comecei a usar (de novo) essa semana, ou se era um bug do WordPress mesmo. Como os temas do WordPress setam uma versão diferente do editor de escrita dos posts, com um estilo de fonte diferente, ele acaba gerando uma página de edição levemente diferente. Outra dica para você é de verificar a página com o WebConsole habilitado, indo em WebDeveloper –> WebConsole, e assim você consegue ver se algum javascript não carregou direito. Neste post do Yoast tem dicas de como ativar isso nos diversos navegadores mais populares, e você também pode setar a opção define( ‘SCRIPT_DEBUG’, true ); dentro do WP-Config pra ter um log de erros.

Voltemos à programação normal! E sempre deixe o WordPress e os plugins atualizados!