Algum tempo atrás eu tentei começar a estudar o C++ voltado para gamedev, mas o tempo foi passando e acabei desanimando. Recentemente, alguns acontecimentos atuais de característica pessoal me fizeram voltar ao Java e desta vez será pra valer. O problema maior que encontro agora é o foco dentro do próprio Java.

Bom, em cidades do interior é raro você encontrar empresas que só trabalham com o Java. A maioria usa Visual Basic e/ou Delphi, duas ferramentas conhecidas e fáceis, mas que hoje não estão tendo tantas atualizações e novidades quanto as linguagens Java e C# (e as IDEs). Além disso, a maioria das empresas médias e grandes estão atrás de profissionais destas linguagens, o que torna boas as oportunidades de trabalho com salários maiores do que no interior (entre 3 e 5 mil reais por mês), onde a área é muito ruim. Hoje convivo com salários baixos, baixíssima expectativa de crescimento, ferramentas ultrapassadas (definitivamente o VB 6 é muito ruim. E posso dizer com segurança, já que mexo com ela há 1 ano e alguns meses. Java e C# são muito superiores em muitos aspectos), clientes enchendo o saco todo dia, enfim, o cotidiano de uma empresa de manutenção de sistemas comerciais.



Aí entra a questão do foco. Hoje Java é muito usado em ambiente web, que é bem mais gostoso de se trabalhar do que em desktop. Além disso ferramentas como o Eclipse fazem o programador acabar gostando um pouco mais de programar. Essa semana, ao testar uma das novas versões (Ganymede) fui fazer uma refatoração para trocar o nome de uma variável e aí o nome dela ficou em destaque. Fui digitando e o software já foi alterando EM TEMPO REAL todas as chamadas daquela variável no código. Eu fiquei de queixo caído!

OK, eu ainda não vi todas as funcionalidades da ferramenta, mas tendo algo assim para usar no ambiente de trabalho deixam as coisas mais fáceis. Acho que gostei mais do Java por causa do Eclipse, já que se eu programasse apenas num bloco de notas ou num editor simples como o Visual Basic 6 com poucos recursos de edição de códigos (identação automática, mostrar a documentação daquela variável quando você move o mouse em cima da palavra, geração automática de geters e setters, refatoração quando você precisar renomear alguma coisa, etc etc etc) eu não teria aprendido a gostar tanto desta linguagem.

Voltando ao foco, tenho várias possibilidades dentro da área. Em sistemas comuns, temos web, desktop (que é mais raro), Java corporativo (J2EE com servidores de aplicação) e mobile (celulares). De qualquer jeito, independente da área, você terá de passar pela parte básica do Java, que são aprender a estrutura lógica (ifs, for, importação de recursos), banco de dados (recomendo o Hibernate), relatórios e recursos adicionais que podem fazer muita diferença, como ArrayLists. O resto você vai acabar aprendendo com o tempo, já que numa linguagem, parte dela acaba sendo fixada na sua mente com o passar do tempo. E ainda tem todas as funcionalidades novas que sempre surgem no mercado para auxiliar o programador nas tarefas do cotidiano.

No meu caso, ando pensando seriamente em me focar em mobile e desktop 3D, usando uma engine como a jMonkeyEngine. Mobile pode ser bom para conseguir emprego na área (há empresas em São Paulo que trabalham com desenvolvimento de jogos) e na parte 3D iria fazer mais pra treinar character e level design, onde iria tentar fazer alguns protótipos com portfólio (além de estudar modelagem 3D no processo!). De qualquer jeito vou postando aqui os meus estudos (os voltados para gamedev) e quem sabe desses estudos possam surgir outros artigos relacionados, para ajudar os programadores que gostam de Java e pretendem seguir na área de desenvolvimento de games! Diferente de sistemas comerciais, em games a área é mais divertida de trabalhar e sempre terá projetos novos a fazer, diferente dos sistemas comerciais básicos onde você tem de ficar dando manutenção eternamente.

[Imagem via Technology That Works]







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game





Paganini Mixer