Ao reinstalar o Bloodborne no PS4, fiquei impressionado que eu tenho o jogo tem quase 5 anos, com o save de 2015. E retornar ao jogo se tornou um exercício bem curioso de jogabilidade e de tentar entender os itens que eu tinha equipado. Ao invés de recomeçar a progressão do zero (algo que eu fiz no Dark Souls III…em termos), no Bloodborne eu decidi continuar de onde eu parei no save anterior, optando apenas por tentar explorar um pouco os cenários.

E a ambientação do jogo continua espetacular, com a cidade gótica de Yharnam. As enormes catedrais e castelos impressionam, junto com as ruelas sujas e cheias de perigos. E é curioso ver que os inimigos normais acabam sendo fáceis de matar com a arma que eu tinha equipado, mas não consegui ser bem sucedido ao ajudar o outro jogador, que tomou uma surra da Fera Clerical. O co-op também impressiona, por ter encontrado uma partida, mesmo tanto tempo depois do lançamento do game.

Não joguei tanto quanto gostaria, mas to pensando se eu faço um tour por todos os mapas e tentando descobrir coisas que eu tenha deixado passar batido na primeira progressão. Pelo que eu me lembre, é o “New Game +”, e isso certamente irá influenciar em áreas mais avançadas do game de RPG sádico da From Software!



Abaixo tem algumas imagens que eu capturei hoje. Não garanto mais posts tão cedo por aqui, mas acho que consigo ter ânimo pra retornar os posts regulares por aqui. É bom estar de volta (mas sem textões, eu ando meio sem tempo por conta de tretas diversas na vida pessoal…faz parte).

Bloodborne - PS4 Screenshot 2020 - 02
Bloodborne - PS4 Screenshot 2020 - 03
Bloodborne - PS4 Screenshot 2020 - 01






Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game