Hoje a Nintendo, em sua conferência da E3 2011, prometeu Café e trouxe pão, leite, ovos e muito mais, digerindo as Vitaminas da Sony e detonando os movimentos da Microsoft. Depois de muita especulação, o novo console é real, tem gráficos em alta definição, um nome parecido com o console anterior e de quebra veio para ganhar a E3. Ela foi muito bem nesta conferência, relativamente curta, mas eficaz. Mas vamos ao novo console. Conheçam o Wii U (We You), o novo videogame da BigN. O sucessor do Wii:

Publicidade

Na conferência, o “aparelho” ficou em segundo plano para se focar no controle. Bem maior do que o normal para um joystick, terá uma tela de 6,2 polegadas e capaz de fazer streaming. Sim, meus amigos, se tu tiver jogando durante o Jornal Nacional na TV e a sua esposa/mãe/wathever querer assistir a novela depois, não precisará mais desligar o videogame, bastando continuar a jogar no controle, onde ele mostrará o game na tela. Alguns podem até reclamar do tamanho, claro, mas é tudo uma questão de costume.

As especificações oficiais (via UOL Jogos):

Também será possível realizar outras atividades simultâneas ou termos outras câmeras nos jogos. Até pensei numa versão do game do Magic: The Gathering, onde você poderá jogar normalmente na sua TV e um amigo (em outro cômodo da casa) jogando contra você no controle. As possibilidades são inúmeras:

Claro que um console tem de ter jogos decentes, e desta vez a Nintendo fez o dever de casa. Estamos falando de jogos hardcore das principais produtoras de games do mundo, como Assassin’s Creed: Revelations, Darksiders II, Tekken, Dirt, Aliens: Colonial Marines, Ghost Recon Online, Metro: Last Light, Batman: Arkhan City e Ninja Gaiden 3: Razor’s Edge. Junto com esses, um dos primeiros jogos exclusivos da BigN é Lego: City Stories, bem parecido com a série GTA e que sairá para o Wii U e 3DS:

Já as duas franquias mais famosas da empresa também estarão no novo console: The Legend of Zelda e New Super Mario Bros. Mii, onde este último terá suporte a Miis. Segundo o Nintendo Blast, a “ideia é que esse seja um dos games que vai mostrar todas as possibilidades sociais e inventivas do console”:

Só espero que a Nintendo tenha uma rede online decente e IDs alfa-numéricos, no lugar daquelas sequências numéricas enormes. E não foi falado sobre sistemas de conquistas. Por ser um console da Nintendo, não poderíamos esperar isso mesmo, pois um representante declarou que a empresa não irá usar este sistema no 3DS. Apesar de muitos não gostarem dos sistemas de conquistas/troféus, ter algum sistema parecido seria ótimo plus para a plataforma e muitos pensariam em comprar também. Talvez se as produtoras criarem sistemas de conquistas próprios, como a Ubisoft com o seu uPlay, uma funcionalidade já inserida em diversos jogos e que você ganha créditos virtuais para gastar em outras plataformas pegando wallpapers ou outros itens in-game.

Para terminar, o trailer oficial do Wii U:

[Via Nintendo Blast 1 e 2, Joystiq e Andriasang]