Doom Eternal é um daqueles jogos que eu praticamente paguei a língua! Quando via os trailers e vídeos oficiais de gameplay antes do lançamento eu achava que não conseguiria jogar algo com um nível elevado de movimentação, mas ao jogar o jogo vi que a movimentação frenética nas fases faz parte de sua jogabilidade. E no PC o jogo consegue ser ainda mais impressionante por conta do seu visual, com fases com muitos detalhes em textura e cenários bem variados, não ficando só com aqueles tons de vermelho.

Basicamente você terá de se movimentar o tempo todo pra conseguir triunfar, principalmente quando você começar a enfrentar hordas de inimigos. O jogo não poupa no sangue e nas “finalizações”: você irá desmembrar os demônios de diversas maneiras, desde usando a motosserra ou tirando alguma parte pontuda do inimigo como arma.

Das armas, aos poucos você vai coletando algumas, além de melhorar elas com alguns perks e recursos que você irá utilizar com o botão de mira. Desde setar uma escopeta pra atirar granadas à metralhadora de plasma, que atira balas de energia. E, claro, sempre tentando mirar nos pontos fracos dos adversários, mas com eles se movimentando tão rápidos que é um desafio mirar.



Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 08

Agora a parte gráfica no PC impressiona. Estou jogando com a GeForce RTX 2070 e 16 GB de RAM, com todas as configurações setadas no máximo, e o visual e fluidez é de cair o queixo! Com cenários bem variados e detalhes nos ambientes, tem horas que você pode parar um pouco e apreciar a vista depois de ter limpado uma área que estava cheia de inimigos. O jogo fica com 60 fps fixo e não vi nenhum engasgo ou queda de framerate. Com tantas movimentações pelo cenário, a ID conseguiu ir muito bem nessa parte.

E é aquele negócio: como a movimentação frenética faz parte de sua jogabilidade, então não tem como ficar parado, já que você vai gastar todo o seu pente de balas nos inimigos. Não importa a arma: as balas sempre vão acabar, e com isso você terá de correr pelos arredores pra tentar achar mais munição. Junto a isso, a sua vida também ficará boa parte das vezes no vermelho, e não poderá dar bobeira, tendo de sempre atirar e evitar o máximo possível de tomar dano. Tem horas que também tive de trocar de arma com frequência para escolher as mais adequadas para uma determinada situação ou grupos de inimigos, mas normalmente uma troca de arma está mais atrelada à falta de munição mesmo (ainda mais por conta de ter curtido usar a escopeta com granadas).

Veja Também

Abaixo tem algumas imagens do jogo da Bethesda, e o game é fortíssimo candidato a game de tiro do ano. O jogo foi lançado nos PCs, Xbox One e PS4, e posteriormente ganhará um port no Nintendo Switch.

Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 02
Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 03
Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 04
Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 05
Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 06
Doom Eternal - PC Screenshot com a GeForce RTX 2070 - 07






Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game