Paganini Mixer

Além da BGS 2019, também aproveitei a viagem pra São Paulo pra visitar a NVIDIA Brasil, onde joguei o Minecraft RTX por lá. Um dos jogos mais famosos de todos os tempos, e que continua bastante jogado pela comunidade, o game criou uma geração de jogadores e youtubers com histórias diversas e mapas incríveis dos jogadores. A franquia também ganhará em breve o Minecraft Dungeons, e a versão normal ganhará suporte ao ray tracing, com a GeForce RTX!

E acredite: o jogo impressiona demais com o recurso. Testei bastante o game por lá e fiquei de queixo caído com o visual dos mapas. Na build testada (rodando na GeForce 2080 Ti), tinha 2 opções: usar o pacote normal de texturas, ou setar um pacote de texturas em alta resolução, com um detalhe: dava pra trocar, em tempo real, se o jogo usa o RTX ou não.

A build tinha alguns detalhes que impressionam: uma sala com um painel de vidro (que você nunca perceberia que tem um ali pelos gráficos normais), água realista, uma sala que mostra um efeito de lava impressionante, e até mesmo tinha alguns animais fofinhos num local mais distante da casa na build. Os efeitos de luz passam de maneira realista nos espaços entre as folhas nas árvores, o posicionamento da câmera, tudo, tudo foi planejado usando o ray tracing em mente.



A tecnologia usa a arquitetura Turing pra fazer todo o trabalho de iluminação, refração da luz, reflexos, espelhos, vidros, e está cada vez mais usada em muitos jogos e em futuros lançamentos, como o Call of Duty: Modern Warfare, Control (quer tem uma implementação primorosa do ray tracing), Battlefield V, e futuramente no Cyberpunk 2077 e no Watch Dogs Legion, entre outros jogos.

Veja abaixo alguns vídeos e imagens mostrando a tecnologia. Até o momento a implementação de ray tracing de Minecraft não tem data de lançamento.

Minecraft RTX - Screenshot 01
Minecraft RTX - Screenshot 03
Minecraft RTX - Screenshot 04
Minecraft RTX - Screenshot 05
Minecraft RTX - Screenshot 06