Por essa nem os fãs mais otimistas esperavam. A Disney recontratou o diretor James Gunn, que tinha sido demitido em 2018 após uma série de tweets antigos do diretor terem vindo à tona, onde ele fazia piada sobre assuntos delicados, como pedofilia, estupro e AIDS.

Os tweets foram resgatados por perfis de conservadores e apoiadores de Donald Trump, e isso fez com que o diretor cancelasse a sua participação na Comic Con em San Diego e fosse demitido pela empresa. Gunn pediu desculpas e parou de usar o Twitter desde então.

Independentemente de quanto tempo se passou, entendo e aceito as decisões tomadas hoje. […] A todos dentro e fora da indústria, peço profundas desculpas.



Desde então circularam rumores dele ter sido contratado para fazer o Esquadrão Suicida 2, que ainda não foi confirmado pela Warner, mas que deve ser filmado este ano.

Com o diretor tendo lidado bem com essa situação, o presidente da Walt Disney Studios Alan Horn, que tinha demitido ele anteriormente, mudou de ideia após uma série de encontros com o diretor. Segundo o Deadline (via Omelete), a Marvel nunca considerou outro diretor para o cargo (muitos apostavam no Taika Waititi, de Thor: Ragnarok) e o Kevin Feige (chefão da Marvel Studios) comentou publicamente que usariam o roteiro do diretor.

Com as negociações e a questão do Esquadrão Suicida 2, eles decidiram esperar o diretor fazer o filme da DC antes de partir pro Guardiões da Galáxia Vol. 3. O Esquadrão Suicida 2 tem previsão de estreia para 6 de agosto de 2021, e com isso a produção do novo longa da Marvel só deve começar pra valer em 2022.

Desde a demissão muitos fãs da Marvel e todo o elenco dos filmes apoiaram Gunn, com muitas mensagens positivas. Nesta sexta-feira o diretor quebrou o silêncio, comentando no Twitter que ele está tremendamente agradecido a todas as pessoas que o apoiaram nos últimos meses e que está animado em fazer os filmes.

“Estou tremendamente agradecido a todas as pessoas que me apoiaram ao longo dos últimos meses. Estou sempre aprendendo e continuarei a trabalhar para me tornar o melhor ser humano que posso ser. Eu agradeço profundamente a decisão da Disney e estou animado em continuar a fazer esses filmes que investigam as conexões de amor que nos une. Eu fui, e continuo totalmente humilde pelo seu amor e apoio. Do fundo do meu coração, obrigado. Amor para todos vocês”.

Com Vingadores: Ultimato estreando nos cinemas em 25 de abril (e que teve novo trailer divulgado esta semana), e do novo filme do Homem-Aranha em 04 de julho, a Marvel pode anunciar a Fase 4 do seu universo cinematográfico pouco tempo depois, talvez na San Diego Comic Con (entre os dias 18 a 21 de julho) ou no D23 Expo, evento de fãs da Disney que celebrará o seu décimo aniversário em 2019, acontecendo nos dias 23 a 25 de agosto em Anaheim, na Califórnia.

Por hora teremos de esperar por novas informações. Atualmente está em exibição nos cinemas o filme da Capitã Marvel, com a atriz Brie Larson no papel principal e contando as origens da heroína, que é considerada a mais poderosa do universo cinematográfico da editora.

[Créditos da Foto: Gage Skidmore]