Lançado recentemente para PC, PS4 e Xbox One, SoulCalibur VI veio se juntar a Tekken 7 e Dragon Ball: FighterZ na ótima onda de jogos de luta da Bandai Namco (incluindo também os games baseados em anime, como o recente My Hero’s One Justice). O jogo foi altamente aguardado pelos jogadores e correspondeu as expectativas, trazendo um dos melhores jogos do gênero nesta geração atual de consoles e PC.

Joguei bastante, mas não a ponto de ter terminado as 2 (sim, duas!) campanhas, que são bem interessantes. O ponto gráfico também é excelente, ainda mais se você tiver um PC bacana, o visual fica incrível, com efeitos visuais e efeitos gráficos impressionantes. Saiba mais em nossa análise!

Ficha Técnica
Produção Bandai Namco
Desenvolvimento Bandai Namco, Project Soul, Dimps
Lançamento 19/10/2018
Plataformas PlayStation 4, PC, Xbox One
Classificação 12 anos (Brasil)
Gênero Luta
Descrição Primeiro game da série SoulCalibur na geração atual de consoles e PC, com 2 modos de história, online, modo arcade e um criador de personagens bem robusto e impressionante.
Online Sim.
Idiomas Português (Legendas, Descrições e Nomes de itens/Menus).
Configurações do PC GPU: GeForce GTX 1080
CPU: Intel(R) Core(TM) i7-4770K CPU @ 3.50GHz
Memória: 8 GB RAM (7.91 GB RAM utilizável)
Resolução atual: 1920 x 1080, 60Hz
Progressão 30 horas de jogo até o momento, acessando os 2 modos de história e muitos modos de Arcade completados. Uma parcela dessas 30 horas foi criando personagens novos!

 

SoulCalibur VI - Sophitia

SoulCalibur VI traz novamente os personagens icônicos da franquia, mostrando novamente a história da Soul Edge, a espada maldita que acaba definindo os rumos do mundo. Alguns a querem para fins escusos, outros para destruí-la. O jogo tem 2 modos de história: o oficial, com os personagens principais, e um “alternativo”, com outro ponto de vista, dentro do modo de jogo “Libra de Almas”. No oficial, o modo de história dá ao jogador a liberdade dele escolher entre fazer a progressão oficial, com o início da busca de Kilik pela espada, ou optar por escolher nas diversas linhas do tempo e conhecer mais sobre os personagens, nas histórias paralelas que acontecem antes e durante a jornada da Soul Edge.

O problema nesse método é que acaba ficando um pouco confuso o jogador fazer a progressão oficial, parar e escolher um personagem específico e depois retornar a uma linha do tempo anterior. Por exemplo o encontro de Sophitia com Kilik, ou mesmo os seus treinamentos de luta com a Xianghua. Algumas histórias paralelas acontecem bem mais pra frente da história principal e tem de ter cautela para explorar.

SoulCalibur VI - Kilik e Xianghua

SoulCalibur VI - Modo de História

Já a Libra de Almas (ou Crônicas de Almas) é, pra mim, o mais interessante: você cria um personagem e faz uma progressão em um mapa-mundi. Este modo é um pouco mais linear, enfrentando missões e encontrando os personagens. Similar a um jogo de RPG, você upa o seu personagem e vai adquirindo novas armas, podendo inclusive trocar a arma e o estilo de luta do personagem, que muda dependendo da arma equipada (por exemplo você começar com a espada/escudo da Sophitia e depois acabar conseguindo um equipamento melhor do Geralt).

Você acaba não usando o personagem criado no online, mas aí no caso você pode optar por apenas replicar as roupas e deixar igual/parecido. O legal deste modo de jogo é que você também pode ir adquirindo novos pontos de alma para destravar itens de galeria (artes conceituais e outras informações) ou destravar novas peças de roupas para o criador de personagens (o que é mais recomendado).

SoulCalibur VI - Modo de Libra de Almas

Agora o melhor recurso do jogo fica pro criador de personagens: com muitas possibilidades, é possível, com alguma criatividade (e muitas horas) criar quase todos os personagens existentes de cultura pop e games! D.Va do Overwatch? Sim! A 2B “não oficial”? Com certeza! Thanos e a Bowsette, indo pro meme que foi altamente comemorado (e comentado) pela comunidade nas últimas semanas? Com certeza! Nos meus testes consegui criar a D.VA Gata Preta (skin gótica da personagem do Overwatch) e até a Daphne, de Scooby-Doo.

SoulCalibur VI - D.VA Gótica Black Cat Skin

SoulCalibur VI - Ahri Guardiã Estelar - Skin

SoulCalibur VI - Daphne Recriada - Scooby-Doo

Mas a galera anda indo além! Me pergunto se o jogo tivesse suporte a mods igual no Skyrim, as possibilidades seriam infinita!

Da parte de jogabilidade, é bem interessante esta minha primeira incursão na franquia. O jogo tem uma jogabilidade relativamente realista de armas com algo próximo a um “duelo”, que normalmente dá “empate” e que depois normalmente rende um golpe extra (com uma animação à parte) ou um “desvio”. A curva de aprendizado é relativamente rápida pra coisas básicas, mas de vez em quando você vê os oponentes usando golpes poderosos e combos. Também é possível mandar o oponente pra fora da arena, onde quase todos os mapas são “suspensos”, normalmente perto de um penhasco ou em um porto.

Da parte gráfica e efeitos sonoros/trilhas, o jogo dá um show à parte. Quando você executa um “duelo”, o jogo gera diversos efeitos visuais e sonoros, que se destacam ainda mais nos PCs e em resolução Full HD. Os personagens foram criados com perfeição e dependendo do andamento do confronto parte das roupas acabam sendo destruídas, ficando ainda mais realista.

SoulCalibur VI - Golpe Especial do Geralt

SoulCalibur VI tem diversos modos de jogo: além dos 2 modos de história e um online (que não testei muito), também tem um Modo Arcade razoável, que ajuda mais pra conseguir pontos de almas para destravar mais roupas nas galerias de criação de personagens. As adições de personagens de outras franquias também é um ponto positivo com o Geralt (que está no game) e a 2B, de Nier: Automata (esta última via DLC pago).

SoulCalibur VI é altamente recomendado, principalmente se você curte jogos de luta e curtiu os jogos anteriores ou quer um game com muitas horas de diversão! Se você também curte criar personagens, passará muitas (muitas mesmo!) horas de jogo por lá, com muitas opções de raças, roupas e efeitos gráficos, além de pintar as roupas com cores diversas. Os modos de história vão render horas e horas de diversão!

SoulCalibur VI - Geralt

SoulCalibur VI - Glascoigne - Bloodborne