NVIDIA Tesla GP100


Uma das áreas que a NVIDIA está investindo bastante, além do famoso mercado de placas de vídeo, é na inteligência artificial, que está ficando cada vez mais apurada e que irá ajudar tanto no cotidiano, quanto para pesquisas acadêmicas e empresariais. Com isso, a fabricante fez uma parceria com a Accept, para distribuição desse e outros produtos voltados a Inteligência Artificial e Deep Learning. Dessa forma, a Accept disponibilizará produtos como GPUs NVIDIA Tesla P100 e V110, o NVIDIA DGX, que é sistema de deep learning e análise acelerada de AI e o NVIDIA DGX Station, o primeiro supercomputador do mundo voltado a inteligência artificial.

“Graças à parceria coma Accept, a NVIDIA expande a oferta em soluções de alta performance no país, oferecendo produtos poderosos para desenvolvimento e pesquisa de Deep Learning e Inteligência Artificial, incluindo o NVIDIA DGX Station, que é o primeiro supercomputador do mundo projetado para esse fim”, comenta Marcio Aguiar, gerente de desenvolvimento para área Enterprise para América Latina.

“A parceria com a Accept garante que a distribuição desses produtos receba benefícios fiscais para oferecer aos pesquisadores e interessados em adquirir a plataforma preços mais competitivos que os encontrados por importação”, explica Marcio.



De acordo com Silvio Campos, CEO da Accept, o acordo com a NVIDIA é importante porque a empresa passa a oferecer produtos antes disponíveis apenas no mercado internacional.

“O hardware das plataformas DGX Station e DGX System encontradas no Brasil é exatamente o mesmo do mercado externo, o que é ótimo para quem quer seguir a tendência do mercado de virtualizar cada vez mais o processamento em AI”, explica Silvio. “Segundo o IDC, o número de servidores convencionais tende a diminuir em quantidade, abrindo espaço para configurações mais complexas, como as estações voltadas a Inteligência Artificial, que é o caso do DGX Station, e que tendem a ocupar grande espaço de vendas nesse mercado”, complementa.

Desconto para instituições educacionais

De acordo com Marcio Aguiar, o maior público do DGX Station hoje é o pesquisador, que estuda todas as possibilidades proporcionadas pela AI. Eles serão os responsáveis por popularizar a plataforma em utilização pela massa, como, por exemplo, no mercado financeiro, em laboratórios farmacêuticos, serviços e atendimento ao consumidor. Reforçando seu compromisso de incentivar a evolução e o treinamento de jovens talentos científicos no Brasil, a NVIDIA possui descontos de até 30% para instituições educacionais interessadas em adquirir a plataforma.

“Nos últimos anos, a NVIDIA vem trabalhando em estreitar o relacionamento com grandes instituições de ensino do Brasil, para incentivar a prática do processamento via GPU e da AI, e, principalmente, em encontrar grandes talentos científicos no país que possam colaborar com inovações genuinamente nacionais. Por conta disso, é com prazer que anunciamos que tanto o DGX Station, quanto o DGX System possuem preços especiais para centros educacionais que queiram utilizá-los como ferramenta de pesquisa científica”, finaliza Marcio.