Guild Wars 2 - Edge of The Mists - Confronto com o Inimigo - Index


Guild Wars 2 - Edge of The Mists - Confronto com o Inimigo

Com o final do mês se aproximando eu decidi tentar fechar as conquistas mensais de Guild Wars 2. A cada mês eles disponibilizam um set de conquistas diversas (e meio padronizadas) que o jogador pode ir completando, como fechar 5 conquistas diárias durante 4 dias, fazer 100 eventos normais e/ou matar 100 inimigos do ranking de “veterano”, que são mais difíceis de matar (e não tão difíceis quanto os champions e os world bosses). O melhor local para fechar a maioria é na Edge of The Mists, mapa extra de PvP onde os jogadores fazem uma “zerg”, que é uma espécie de fileira de jogadores onde a gente passa como um rolo compressor em qualquer inimigo errante que esteja no local errado e na hora errada, além de ser mais fácil ter 40 jogadores tentando matar um champion de uma torre rival. A Edge of The Mists é no mesmo esquema do World vs World normal: 3 grupos se enfrentam em uma arena gigante, e nesse caso temos pessoas de diversos servidores no mesmo grupo. Algumas vezes a carnificina rola solta, outras vezes a gente toma uma surra do grupo rival. Faz parte!

(Lembrando que as zergs são comuns em qualquer mapa do World vs World, mas no servidor Henge of Denravi não tem muito essa parte nos mapas normais, tendo mais zergs apenas nas invasões nas principais fortalezas. Os jogadores não fazem muito essa parte, pelo que andei reparando, mas tenho de jogar mais pra poder afirmar com mais propriedade).



Guild Wars 2 - Edge of The Mists - Pontuação Final em 29-08-2014

Guild Wars 2 - Overgrowth Region Screenshot

Além do Guild Wars 2, também estou continuando a progressão no nível “Tormento” na versão normal de Diablo III no PS3. Novamente com “mentalidade Hardcore” (evitando morrer a todo custo, apesar de que eu perderia apenas 10% de durabilidade) o jogo está ficando meio insano no modo de “Matar Monstros”, onde eu mantenho uma sala aberta esperando alguém aparecer. Os inimigos azuis e os “mais especiais” (os dourados e os com nome roxo) estão bem mais desafiadores, mesmo descendo uma chuva de agulhas com a minha arcanista. Os piores são os grupos com correntes de fogo ou tacando golpes à distância, já que o meu “tanque” (o templário) nem sempre dá conta de segurar os inimigos. Aí tenho de ficar desviando a todo momento.

Só que como temos a versão Ultimate Evil Edition disponível, então acredito que a galera andou migrando de jogo e não encontrei mais ninguém nas mesmas áreas que eu. Pelo menos o jogo está com uma progressão sólida e não estou tendo problemas aparentes. O mais curioso é que eu encontrei uma masmorra do tipo “Câmara Desmoronante”, que serviu como uma prévia das Fendas Nefalem: tempo limite curtíssimo pra encontrar a sala do tesouro, não consegui encontrar a sala a tempo e posteriormente a masmorra foi selada por “mais 1000 anos”, segundo o personagem errante que estava próximo ao local. Fiz o máximo pra conseguir catar todo o loot da área, mas não consegui. Faz parte!

Correndo por fora, tem alguns posts atrasados que tenho de fazer por aqui e trampos extras!

E você? Vai jogar algum game neste final de semana? Deixe o seu comentário!







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game