[Fonte de referência: Pixabay.com]

O game Overwatch é um sucesso de vendas da Blizzard, desde que chegou às lojas em 2016. Recentemente, a produtora também tem investido para conseguir colocar o título como protagonista do cenário profissional de eSports. Os resultados até o momento estão sendo positivos, já que estão surgindo várias equipes profissionais. Porém, a concorrência de outros jogos da categoria pode dificultar os planos.

Com mais de 40 milhões de jogadores no mundo, segundo números divulgados oficialmente pela Blizzard, Overwatch é um dos jogos mais bem-sucedidos do mercado. Além de gerar lucros na casa de US$ 1 bilhão para a Blizzard, ele também foi aclamado pela crítica especializada. Em 2016, venceu não apenas como melhor jogo do ano no The Game Awards, mas também como melhor na categoria de eSports.

Essa premiação fez com que a produtora investisse cada vez mais no cenário do eSports. O objetivo é fazer do jogo um sucesso também entre os profissionais. Recentemente, os números mostraram um avanço positivo. Em 2017, por exemplo, Overwatch entrou na lista, segundo o portal Statista, dos games com maiores premiações em competições. Com mais de US$ 3 milhões em prêmios, o jogo ficou na frente do tradicional StarCraft II, que está no mercado desde 2010.

A concorrência maior deve vir dos gigantes do eSports. League of Legends, Counter-Strike:Global Offensive e DOTA 2 ainda são os líderes em número de torneios, de audiência e também de premiações. Este último, por exemplo, já conseguiu arrecadar quase US$ 40 milhões apenas em prêmios para os jogadores e equipes. Um número muito superior ao jogo da Blizzard.

Outra área importante é justamente de audiência, onde Overwatch já começou a desafiar alguns games mais estabelecidos. Em novembro de 2018, o jogo foi o quarto mais assistidos pelos usuários de streamings, contando visualizações na Twitch TV e também no YouTube Gaming. Com mais de 22 milhões de horas assistidas, Overwatch teve números próximos ao de CS:GO, segundo dados retirados do portal da Newzoo.

A Overwatch League

Para conseguir alcançar os gigantes do eSports, a Blizzard precisa de um número considerável de equipes e também de um calendário maior com competições. Atualmente, Overwatch conta com mais de 80 equipes profissionais, um número que tem crescido a cada ano e deve aumentar até o final de 2019. No entanto, apenas 20 desses times disputam a Overwatch League, o principal torneio profissional do game.

Essa competição é disputada durante todo o ano, sendo dividida em eliminatórias que garantem uma vaga na Overwatch League Final, que acontece no final de setembro. Em 2018, a equipe London Spitfire conquistou o título ao vencer a Philadelphia Fusion. Nesta temporada, os dois times devem ser desafiados pelo New York Excelsior. Segundo números do portal da Betway, no dia 14 de janeiro, a equipe norte-americana, com 36,4% de chance, é favorita para conquistar o título de 2019. O atual campeão é apenas o segundo mais cotado.

O problema para a Blizzard é que a Overwatch League é um dos únicos torneios com alta premiação e estrutura. Outra disputa foi a Copa do Mundo de Overwatch, mas que não conta com times profissionais, e sim com equipes compostas por jogadores da mesma nacionalidade. Ou seja, é preciso outras várias competições para popularizar ainda mais as disputas envolvendo o game. O CS:GO, por exemplo, conta com inúmeros torneios com o status de Mundial.

O futuro de Overwatch

Com menos de três anos de lançamento, Overwatch já deu passos bem largos para entrar na história dos eSports. Porém, é preciso que a Blizzard continue investindo para que apareçam mais equipes e, principalmente, mais jogadores. No Brasil, por exemplo, já apareceram alguns destaques para o cenário mundial.

Renan Moretto, o Alemão, é atualmente contratado da Boston Uprising, uma das equipes que vão disputar a Overwatch League. Ele iniciou a carreira no Brasil, jogando pela extinta Brasil Gaming House e, após conseguir um certo sucesso no cenário sul-americano, recebeu o convite para atuar no exterior. A proposta foi prontamente aceita, e hoje ele é um dos destaques do time.

Ou seja, Overwatch já começou a criar uma carreira para jogadores no exterior. É um sinal de que a premiação e o sucesso das equipes podem gerar resultados, não apenas em audiência, mas também financeiros. É preciso esperar pelo futuro do game, principalmente agora em 2019, e ver se a Blizzard consegue transformar outro jogo em um sucesso tradicional deste cenário. Experiência é algo que a empresa tem de sobra, principalmente com os jogos World of Warcraft e StarCraft II.

Overwatch - Ashe Screenshot - Nova personagem revelada na Blizzcon 2018 - 14