E hoje, no capítulo da novela “Problemas judiciais da Sony com o PS3” temos uma gafe, um pedido, uma negação de pedido e um processo de violação de patentes.

Pra começar, tenho de admitir que a melhor invenção do departamento de marketing da Sony é o Kevin Butler. Personagem atuado por Jerry Lambert, ter um executivo carismático zoando nos vídeos de divulgação do PS3/PSP e futuramente do NGP é ter mais apelo ao público do que qualquer sackboy ou um carinha todo branco com 2 espadas com correntes. Só que como nem tudo é perfeito, o departamento de marketing da Sony (ou o ator mesmo) acabou retuitando sem querer a chave do pendrive de destravamento do Prey3:



Não podemos culpar o departamento de marketing. Se algum deles soubesse inicialmente que aquele código seria a chave do PS3, aí sim seria um bom motivo pra esclarecer isso perante os seus superiores. Mas a gafe é isso: você faz ela no Twitter e depois tem de corrigir. O twit acima foi removido, como se nada tivesse acontecido.

No segundo bloco do capítulo de hoje, segundo o Kotaku, a Sony anda acionando todos os sites possíveis pra descobrir os nomes das pessoas do grupo fail0verflow, o grupo que destravou o firmware. Os caras do grupo hacker devem estar rindo nessa hora, já que um dos mandamentos do submundo digital é sempre usar nicks e esconder os nomes. Se eles também foram cautelosos com os IPs de acesso, então a Sony não terá como processá-los e/ou achá-los. O Geohot não teve tanta sorte e já recebeu os autos do processo.

E não podemos nos esquecer que a gigante japonesa quer processar todo mundo que esteja divulgando as chaves. Segundo o Meiobit já são mais de 6600 sites. A velha regra da internet: entrou nela, não sai mais e é re-publicado centenas de vezes se a informação for ilegal ou que prejudique alguém. Ou que nem seja ilegal, como os vídeos virais no Youtube que surgem do nada e tem versão remix. Acho improvável a Sony vencer essa guerra contra essa chave do PS3 nesse mundo de sites, e pra cada site fora do ar, 2 surgem.

E pra terminar o capítulo desta tarde (pode ser que tenhamos uma edição especial à noite dependendo do andar da carruagem), a Sony tomou mais uma da Justiça norte-americana. Do Kotaku:

A juíza Susan Illston decidiu que a Sony não tem o direito de intimar, judicialmente, sites como o Google, o PayPal, o Twitter e o YouTube a fornecerem o que tiverem sobre os hackers infames. A próxima audiência sobre o caso será no dia 11 de março.

Essa guerra está longe de terminar. E junto com este assunto a empresa ainda tem de ver o processo de violação de patentes que a LG está movendo contra a Sony, que pode até proibir a venda do PS3 nos EUA e impedir que ela dê manutenção no console e anunciá-los na mídia. Espero que tudo termine bem com ambas as partes nesse lance da LG.

[Via Engadget]







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game