Dual Shock 4 PS4

Nos últimos dias surgiram diversos rumores do Playstation 4 (ou qualquer outro nome que a Sony poderá usar no novo console), com alguns rumores mais legais e outros nem tanto. Para começar, depois da foto da semana passada (acima), surgiram mais fotos do “suposto” novo Dual Shock que a Sony pode usar no próximo console. Lembrando novamente que pode ser um protótipo e que fontes do IGN e do CVG confirmam a autenticidade do joystick.

Dual Shock 4



No post do IGN também tem uma pequena análise, que terá um “sensor” similar ao Move na parte de cima e a telinha de led, que pode ser usada para outras coisas.

Dual Shock Playstation 4

Já nas fotos do Kotaku (abaixo), não mostra com clareza o botão de “share”, que poderá ser usado para compartilhar screenshots e vídeos online. Nada impede dessa funcionalidade ser implementada na telinha, que pode ter funcionalidade touch-screen, e lembramos que este controle ainda é um protótipo.

Dual Shock 4

Dual Shock 4

Também surgiu alguns dias atrás uma patente da Sony, detalhando um “joystick-tablet” chamado EyePad, com botões, uma tela touch-screen, sensores de movimento e câmeras com “uma tecnologia especial estereoscópicas”, que poderia escanear o ambiente em 360 graus. A patente não significa que será lançado um produto no futuro, mas pelo menos assegura a empresa de uma nova tecnologia que pode ser usada no futuro. O “Gamepad” do próximo console.

Eyepad Patente Sony Playstation 4

Rumores também começaram a apontar o uso do Gaikai, o serviço de streaming que a Sony adquiriu alguns meses atrás. Inicialmente, o serviço pode ser utilizado para fazer streaming de games do Playstation 3, tendo uma “retrocompatibilidade” com o console atual. Também existe o receio (meu) do console usar o streaming nos games próprios do PS4, e tanto uma opção como outra será bem complicada para nós, brasileiros. As nossas conexões de internet não são tão boas assim, as empresas de telefonia não atendem com a qualidade esperada, e nem todo mundo mora em locais com internet favorável. “Ah mas então porquê você não se muda de local?” Fala isso para um pai de família que tem um emprego estável/funcionário público e uma casa própria, mas que tem internet pelo menos para uso não tão hardcore. Não é fácil, e ainda assim tem a questão da latência, e como até a Playstation Store brasileira é hospedada nos EUA, então acho difícil aparecer servidores do Gaikai por aqui. Atualmente, já ficamos insatisfeitos com velocidades de download de games de PS3, imagine um streaming em qualidade HD…conexões parrudas serão necessárias, e pode desanimar o jogador.

Hoje também foi descoberto que o Gaikai registrou os domínios PlayStation-Cloud.com, PlayStation-Cloud.org e PS-Cloud.net, sugerindo que o novo serviço de streaming da Sony terá este nome. E pode englobar mais serviços na nuvem, desde filmes, músicas, o streaming de games, e outros. Talvez uma rede social maciça no estilo do Miiverse, ou uma evolução da Playstation Home…

O novo console também terá uma Playstation Eye com conexão USB, que será incluída no pacote inicial, com o jogador podendo ver outro jogador pela dashboard, quando ele estiver jogando. Se este recurso não estiver ligado como “padrão”, pelo menos poderá evitar que algum jogador fique bisbilhotando algum amigo ou presenciar situações estranhas que podem acontecer. Mas acho que seria mais interessante se desse para fazer uma video-conferência em tempo real durante um multiplayer (tipo o Skype), mostrando o outro jogador no canto da tela, além do chat entre games, recurso que os jogadores estão pedindo há muito tempo. Talvez o recurso fique apenas para os assinantes da Plus, pra variar…

E por falar em Playstation Plus, no Kotaku é citado que a Sony pode ir na direção da Xbox Live, deixando a “maioria” dos recursos pagos, mudando o nome para Playstation World (sem citar que tipo de serviços poderão ser oferecidos). O Playstation 3 se tornou muito atraente hoje por conta de 2 recursos: online gratuito e Playstation Plus. A Live não tem nenhum recurso equivalente: hoje não precisamos pagar a mais para poder jogar online e durante muitos anos não tivemos problemas mais graves (exceto a invasão de contas, mas é outra estória). Mas a Sony precisava de mais dinheiro e criou a Playstation Plus, trazendo descontos arrasadores e games gratuitos semanais/mensais, se tornando um recurso praticamente obrigatório, principalmente tendo games novos para continuar se divertindo com um custo mais baixo do que o normal. Espero que a Sony mantenha o que já está no serviço e não cause transtornos extras para os usuários, como ter a obrigatoriedade da Plus para usar um Netflix (por exemplo).

O console também poderá ser controlado com um tablet/smarthphone, e terá conectividade com o Vita em algumas funções. Poderemos comprar games pelo tablet, que será baixado automaticamente pelo console, e isso é um recurso bem interessante, pois poderemos deixar o console baixando algum conteúdo durante o dia e adquirir conteúdo em outro local, alternando os downloads ou deixando em fila, enquanto o jogador não volta do trabalho para casa. A loja oficial do Playstation na internet pode ser o primeiro passo para ter esse sistema.

Outra questão que foi “rumorizada” esta semana é o preço e a data de lançamento. O jornal The Times citou que o console irá custar 300 libras na Inglaterra, o equivalente a 463 dólares, um valor abaixo do preço inicial do Playstation 3 (que foi lançado por $599) e um valor maior do que a Nintendo pede pro Wii-U ($350 na versão com um cartão SSD com 32 GB e o game Nintendoland). No Kotaku, além das 2 fotos do Dual Shock 4 postadas acima, fontes contaram a eles que o console será lançado agora em novembro de 2013 e terá preços entre 429 e 529 dólares. Já é um valor relativamente caro, e aqui no Brasil a previsão “otimista” do console custar uns 1999 pode cair por terra, saindo por um preço ainda maior (e pior) pela versão oficial. A Sony pode anunciar o preço do novo console somente na E3, e aí teremos dezenas de especulações até lá sobre isso.

Nesta quarta-feira, às 20h00, a Sony irá anunciar ao mundo “o futuro do Playstation” e iremos saber as informações oficiais. O hype nos vídeos divulgados, as dezenas de jornalistas indo pro evento, tudo indica que teremos algo muito importante. Espero que seja o anúncio do novo console e que possa surpreender. Se não for, aí sim iremos ficar decepcionados, e qualquer convite de evento pode ser visto com um pouco mais de desconfiança. Sony, você está com a faca e o queijo na mão. Não nos decepcione, pois tanto eu e muita gente podem mudar de opção de console, dependendo dos recursos que a Microsoft apresentar na E3. Ou virar PC-gamer, pagando um valor ainda maior por um PC top de linha e economizando com os games, que custam a metade do preço nos lançamentos (e até um pouco menos, com games saindo por 85 reais no Steam).

[Agradecimentos ao Vinícius pela dica do post do IGN)