Select Game - GameHall Index


Select Game - GameHall

Desde o início eu sempre pensei no Select Game como um portal que conseguisse unir a qualidade das opiniões e que pudesse refletir a nossa exigência quanto aos games que jogamos regularmente. Inicialmente éramos mais um blog de raíz, que nasceu relativamente de tamanho médio por conta de ter tido uma audiência cativa no meu antigo blog pessoal, onde eu focava mais em games. Com o passar dos meses após a criação do blog, ganhamos mais leitores e mais ajuda de outros editores, se mantendo em uma ascensão crescente, onde também experimentamos muitas conquistas, mas também muitos desafios e problemas. Um deles é justamente a questão da hospedagem, onde iniciamos a nossa trajetória no UOL Host, migramos para a Dreamhost (que não recomendo mais) e a Digital Ocean, hoje o serviço que mais recomendo de hospedagem de sites para quem tem conhecimentos de Linux e que consiga configurar um servidor de hospedagem e/ou uma aplicação na nuvem. A mudança pra Dreamhost não foi bem-sucedida, e por muito tempo tivemos problemas, que tentava administrar, mas não tinha muito sucesso na tarefa e às vezes eu ficava um pouco desanimado. E manter um blog de games no ar não é, e nunca será, uma atividade rotineira ou fácil.

Com o Select na DigitalOcean eu experimentei o lado mais técnico da moeda. Com uma migração que tive dificuldades no início, mas que depois eu consegui fazer com mais tranquilidade, veio novas questões que muitos nunca pensariam. Consumo de memória do servidor, escalabilidade, contingência e, o mais importante, agilidade para resolver problemas em tempo real. Nesse meio tempo iniciamos conversações e negociações para a maior mudança do Select desde o início das atividades: uma parceria com o GameHall, hoje um dos principais sites de games hospedados dentro do UOL, que tem também o UOL Jogos, o Adrenaline (mais focado em PC), o Game Repórter, WiiClube, o JogosDaqui e sites que também cobrem games, mas que tem focos mais amplos, como o Omelete. A parceria é o nosso maior salto para continuarmos crescendo e melhorar cada vez mais, pois se manter independente hoje é um desafio, e tinha chegado uma hora que não tínhamos mais para onde continuar crescendo. Fora a questão também da escalabilidade de custos, onde eu precisaria de, pelo menos, 250 reais por mês pra conseguir manter o Select Game no ar e sem problemas. O custo é proibitivo, pois hoje a questão da publicidade está ficando cada vez mais complicada: o Adsense não rende mais o esperado, se tornando um sistema opcional que até cogito em abandonar, fora que os grandes anunciantes migraram pro Youtube. Hoje quem é Youtuber tem vida fácil: não precisa se preocupar com Apache, MySQL, WordPress, consumo de memória, configurações de hospedagem, nada. Basta fazer o vídeo, upar e esperar a grana entrar do Adsense. Já o blogueiro não: quem pensa em se profissionalizar no futuro e conseguir um lugar ao sol tem todos esses problemas, e chegava uma hora que, para mim, estava ficando mais complicado, aliado a problemas familiares crescentes e incerteza do meu futuro profissional nas próximas semanas, concluindo um projeto que levou pelo menos 1 ano para entrar em atividade, e sem ter perspectivas iniciais. Afinal, empresas podem diminuir as contratações durante a Copa do Mundo aqui no Brasil.



Então veio a parceria com o GameHall, o que se tornou um novo gás para continuarmos o nosso trabalho! Pois a gente ainda curte o que faz. A gente é, em parte, uma resistência que ainda se mantém numa época onde tudo vai para o vídeo, para a interatividade, para as redes sociais. Por estarmos tendo praticamente a mesma quantidade de leitores de RSS, então acredito que vocês ainda curtem o bom e velho “blog de games com opiniões”, apesar de ter muitas vezes que acabo tendo um estilo mais imparcial de ser. Mas ainda quero manter parte das raízes que fizeram o Select Game ser reconhecido pela indústria! Recebemos convites de eventos de games com regularidade, e quando podemos nós estamos nos eventos, cobrindo, interagindo com a indústria nacional, que está crescendo cada vez mais com o passar dos anos. Estivemos na Brasil Game Show em 2013, vimos de perto um evento desta magnitude, conhecemos mais pessoas da indústria, jornalistas, assessores, empresas. Assisti 30 minutos do The Witcher 3 e fiquei impressionado e animado. Joguei Resogun na época, jogamos no PS4 e no Xbox One. A BGS é uma experiência que queremos repetir esse ano, junto com a continuidade do nosso trabalho, isso em uma época onde estamos vendo a migração pro Youtube e outros blogs e podcasts morrerem por diversos motivos. É uma situação muito complicada, e admito que até eu já pensei nisso. Mas a vontade de continuar, aliado a tudo que conquistamos até aqui com muito suor e ralações, ainda mantiveram o Select Game de pé! Não iria abandonar 4 anos de história por conta de problemas. Nunca!

Hoje iniciamos uma nov etapa da nossa história. Bem mais exigente, bem mais acirrada. Também temos a troca definitiva da URL e a ajuda do GameHall e do UOL Jogos, onde iremos nos ajudar de forma mútua na indústria de games. Nos últimos dias fomos testados exaustivamente e ainda seremos testados todos os dias, sempre mantendo a qualidade no que fazemos! O mais interessante é saber que a E3 está logo ali, nas próximas 3 semanas. Será o nosso primeiro teste de fogo nesta nova fase, e estou disposto a ir além das nossas capacidades como portal de games, indo para um novo nível, como sempre fazemos de acordo com as nossas possibilidades. Para mim, é um novo avanço no front para conseguirmos ter mais audiência e podermos nos profissionalizar ainda mais. Nunca escondi o sonho de ser problogger e quem sabe até mesmo o de ser jornalista de games no futuro, que é uma área muito mais complicada hoje, onde vemos diversas revistas fechando, jornais demitindo muita gente e dificuldades num dos principais grupos de mídia de games da Europa, que pode fechar o CVG, um dos mais importantes sites de videogame do planeta. Não é fácil.

Continuaremos do jeito que sempre estivemos e teremos a mesma paixão e hype que sempre estivemos. Então não me xingue “muito” se eu fizer trocentos posts do “Project Beast/Demon’s Souls 2” ou mesmo alguns excertos malucos sobre os consoles PlayStation, a PS-Plus, PS4 e MMOs hardcore. Pois o hypetrain ainda está na floresta, e vocês sabem muito bem que a From Software não brinca em serviço! Nem as empresas ocidentais, certo? Estamos de olho Sony, Microsoft, Nintendo, Ubisoft, Electronic Arts, Konami, Activision, Capcom, Bandai Namco, os indies nacionais… Vamos que vamo que uma nova era está iniciando!







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game