Final Fantasy XV - Noctis e o Leviathan


Final Fantasy XV - Noctis e o Leviathan - Square-Enix

É normal na indústria de games terceirizar o desenvolvimento de determinados recursos dos jogos. Equipes indies contratam artistas para fazerem assets diversos e se preocuparem mais com a programação e o game design, que não precisam tanto de dons artísticos. Já as empresas grandes também terceirizam animações e outros detalhes dos jogos, e com a Square-Enix não seria diferente. Anteriormente foi descoberto que a tri-Ace (que desenvolve os games da série Star Ocean, entre outros jogos de RPG) ajudou no desenvolvimento do Final Fantasy XIII-2 e provavelmente ainda está auxiliando a empresa, e segundo o Nova Crystallis, o Final Fantasy XV pode estar tendo um sistema similar, depois de mais de 7 anos de desenvolvimento interno e mudança de geração. Kaei Sou, que trabalha como gerente de projetos, citou em seu Linkedin que ele lidera a gerência de Tecnologia e Terceirização (outsourcing) para o Final Fantasy XV e outros jogos internos desde setembro de 2013:

A new post by a current Square Enix employee out of Japan suggests that Final Fantasy XV development is partially being outsourced. The employee in question – Kaei Sou – works as a Project Manger at the company, and according to his LinkedIn profile, took up that position to head “Technology and Outsourcing focused management for Final Fantasy XV and other 1st Production titles” as of September 2013.

Desde a E3 a companhia deixou de divulgar muitas informações sobre o desenvolvimento e andamento do RPG da “nova geração atual”. Anteriormente conhecido como Final Fantasy Versus XIII, o game mudou de nome e agora será lançado para PlayStation 4 e Xbox One. Na E3 foi divulgado vários vídeos, desde um trailer maneiro e um outro focado no gameplay, divulgado alguns dias depois da conferência da Sony:



Recentemente foi divulgado um vídeo do Tetsuya Nomura (principal character designer da série e diretor do game) comentando sobre o projeto. Segundo o Gematsu, desde o começo dos jogos em 3D, a série Final Fantasy usava em larga-escala muitas cenas em CG pré-renderizadas, e agora com o novo hardware é possível fazer tudo em tempo real, dando o controle para o jogador. Um exemplo é a parte que mostra progressão do Noctis com o Leviathan ao fundo, mostrado no trailer da E3. E por ter mais memória nos consoles da nova geração, é mais fácil para os desenvolvedores “criarem o impossível”, como ter muitos detalhes na tela, muitos personagens e armas (já que o personagem principal poderá usar diversas espadas e trocar elas durante o combate).

Outro detalhe é na questão das animações faciais. Com o Behemoth mostrado nos combates, anteriormente estava bom as equipes de animações em fazer as animações faciais dos personagens, mas estão indo mais longe, entrando em uma era que é necessário também fazer o mesmo com os monstros, tendo de prestar atenção nesses detalhes (mas acho que no Final Fantasy XIII isso está presente). Já sobre a conectividade com outros dispositivos, o designer comentou que o timing é perfeito e o PlayStation 4 está equipado para conectar com outros dispositivos, e que eles estão fazendo e que esteja de acordo com essa possibilidade. “Acho que neste dia e idade é difícil sentar na frente da TV por longos períodos de tempo, e deve haver alguma maneira de conectar com o mundo de Final Fantasy XV quando você está fora também”.

Final Fantasy XV ainda não tem data de lançamento. Para saber mais sobre o jogo, confira a nossa coletânea de posts com outras infos e opiniões relacionadas!







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game