Watch_Dogs - Index


Watch_Dogs - Screenshot Full HD Next-Gen

A moda de hoje na indústria de jogos são as pré-vendas. Para garantir parte das rendas, muitas produtoras fazem acordos com os varejistas para oferecerem versões “exclusivas” dos jogos, junto com as edições de colecionador, onde o fã fervoroso não tem medo de gastar dinheiro, e a produtora sabe que o fã não irá revender a versão posteriormente (pelo menos na maioria dos casos). Tenho um amigo próximo aqui em Varginha que tem todas (eu disse todas!) as edições de colecionador de Assassin’s Creed, e já vi algumas delas ao vivo, o que é, de certa forma impressionante. Mas não acho impressionante a pressa dele em gastar R$ 750 reais em uma Freedom Edition importada quando a Ubisoft vende a mesma edição por aqui por R$ 400 reais nos grandes varejistas. Mas o medo de ficar sem ela é enorme e aterrorizante para ele, mesmo eu falando várias vezes: “espera um pouco, a Ubisoft vai anunciar a versão BR da Freedom do Black Flag…” e ainda assim ele chega: “opa comprei, não consigo esperar, peguei no Mercado Livre, vendedor de confiança”. Até já liguei um dia na Fedex pra ter mais informações de entrega, preços e impostos, e é uma compra bem cara. Mas também não é certo ficar criticando o gasto dos outros, certo?

Agora temos este post do Kotaku, onde eles linkaram uma seção do Watch_Dogs na Wikipedia, mostrando as 9 maneiras diferentes de comprar o Watch_Dogs, que será lançado no dia 27 de maio. Chega a ser bastante desanimador para o fã da empresa que já adquiriu uma edição mais potente, e viu que tem outra com itens exclusivos que a edição que ele comprou não tem. E a listagem mostra todas as mudanças nas edições que a Ubisoft irá vender em diversas plataformas e mercados, que ela ia anunciando com o passar dos meses. Provavelmente em 2015 teremos a edição Maxi-GOTY Edition com todos os DLCs inclusos.



Watch_Dogs - Diferenças entre as Versões

O consumidor europeu está mais bem servido com a edição Dedsec Edition, que tem mais itens e alguns DLCs que estarão na Season Pass. Mas o problema é que o consumidor terá de comprar também a Season Pass para ter acesso a todos os DLCs previstos, e escolhendo a versão dos consoles PlayStation que tem um DLC exclusivo. Pro consumidor norte-americano é mesma coisa, mas aí ele teria de importar também a Dedsec Edition, e o custo pra lá chega perto do preço de um console se ele pegar mais de uma edição. Na Amazon da Inglaterra o a edição Dedsec está sendo vendido a £87 libras, e pela conversão do dólar fica em torno de 146 dólares hoje. Já a edição Limited Edition americana está saindo a US$ 129.99 pros consoles next-gen (PS4/Xbox One), e nos consoles da geração passada só tem a versão do Xbox 360 em estoque na loja.

Poderia padronizar tudo isso. Nada contra as edições de colecionador limitadas (a do Titanfall é uma das mais top com o seu robozão maneiro), mas será que não daria pra fazer apenas 1, como acontece com a série Call of Duty, facilitando pro jogador? Tudo bem que também existe mais de uma versão, mas a mais top delas (sempre chamada de Prestigie Edition) tem todo o conteúdo das anteriores, e o consumidor pode comprar apenas 1 delas.

Outro medo do Luke Plunkett (editor do Kotaku) é das empresas começarem a lançar jogos com personagens importantes diferentes em cada versão e ter “partes importantes exclusivas” entre elas, com conteúdo diferenciado, para forçar o consumidor a comprar mais de 1 versão. Nos consoles a gente está vendo a aparição do “conteúdo exclusivo pra console x”, pois diversos jogos da Ubisoft estão tendo “conteúdo adicional exclusivo” para as edições PlayStation (PS4 e PS3), e são acordos comerciais com a Sony (como acontece com a Activision e a série Call of Duty com a exclusividade temporária dos DLCs pros consoles da Microsoft).







Apoie o Select Game pela tag da Epic Store


Se você curte o Fortnite, gostou deste artigo e/ou usa a Epic Store, apoie a gente, para continuarmos com o nosso trabalho! Use a tag RODRIGOFGLIMA dentro do Fortnite ou na loja da Epic Store.

Apoie um criador Select Game